• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
500 kg de cocaína encontrados num iate. Quatro estrangeiros detidos
Sociedade

500 kg de cocaína encontrados num iate. Quatro estrangeiros detidos

Todos os quatro tripulantes do iate Rich Harvest, encontrado ontem, 23, no Porto Grande, Mindelo, com 500 quilos de cocaína foram detidos. A embarcação tem antecedentes com o contrabando de álcool, cigarros e cannabis.

A Polícia Judiciária apreendeu na noite de ontem, 23, no Porto Grande, Mindelo, o iate Rich Harvest, de pavilhão inglês, com mais de meia tonelada de cocaína. A operação aconteceu durante a tarde de ontem e decorreu até por volta da meia-noite. E a busca-surpresa nessa embarcação, que vinha do Brasil com destino à Europa, resultou na apreensão de mais de 500 quilos de cocaína em elevado grau de pureza, que em dinheiro vale cerca de 20 milhões de euros (mais de 2 milhões de contos).

Todos os quatro tripulantes, cuja identidade ainda não foi divulgada, foram também detidos pela Polícia Judiciária nesta que é uma das maiores operações de apreensão de cocaína em Cabo Verde - só fica atrás dos da tonelada e meia da operação Lancha Voadora e dos 508 kg encontrados em dois contentores no parto da Praia.

Os mesmos vão ser levados a tribunal para a respectiva legalização da prisão. Por ora, a PJ ainda não faz qualquer ligação entre essa droga encontrada no Porto Grande com o cidadão sueco detido desde segunda-feira depois de ter sido flagrado com cinco quilos de cocaína no aeroporto Internacional Cesária Évora, em São Vicente – o sueco, de 67 anos, está a aguardar julgamento em prisão preventiva.

Refira-se que esta não é a primeira vez que esse iate, o Rich Harvest, de pavilhão inglês, é apanhado nas malhas da lei por envolvimento com negócios ilícitos. Em 2004, a embarcação foi arrestada pelas autoridades britânicas depois de flagrada com mais de 120 mil libras (mais de 13 mil contos) em carteiras de cigarros e bebidas alcoólicas para contrabando.

O proprietário, Phill Berriman, contaria depois no tribunal que queria apenas fugir aos impostos e comercializar esses produtos em zona off-shore, táctica que o tornou famoso na Grã-Bretanha. Berriman voltaria a ser detido desta feita por ter sido apanhado com enorme quantidade de cannabis, calculado em 12 milhões de libras (mais de 130 mil contos), que transportou de África para o Reino Unido nesse mesmo iate, o Rich Harvest. Essa foi a maior apreensão de droga num único iate no Reino Unido.

Curiosamente, Phill Berriman saiu em liberdade porque convenceu o tribunal de que foi coagido por um grupo organizado do crime a carregar a droga, caso contrário matariam a sua família. Inclusive escreveu dois livros - o último intitulado The Waccy Baccy Boat - a contar as suas façanhas em alto mar e como se livrou da justiça.

Partilhe esta notícia

SOBRE O AUTOR

Redação