• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Joana Rosa destaca aposta no Instituto de Medicina Legal como auxílio aos tribunais na clarificação de ocorrências
Sociedade

Joana Rosa destaca aposta no Instituto de Medicina Legal como auxílio aos tribunais na clarificação de ocorrências

A ministra da Justiça evidenciou hoje a aposta no Instituto de Medicina Legal no auxílio aos tribunais para clarificação das ocorrências, com especialistas em formação, neste momento, para instalação de gabinetes em algumas ilhas.

Joana Rosa falava à imprensa no âmbito do Congresso Internacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, realizado esta manhã na Universidade Jean Piaget, explicando que a aposta na ciência e nas artes é fundamental para garantir a verdade na justiça.

Segundo a ministra, torna-se “cada vez mais imprescindível” esclarecer os processos, daí a organização do congresso com especialistas de vários países lusófonos, estudantes de Direito de Medicina e Criminologia para o debate e visibilidade da Medicina Legal em Cabo Verde.

“As pessoas precisam entender para quê a Medicina Legal, nada melhor que este congresso para que todos os operadores que vão hoje e amanhã nele participar possam inteirar-se melhor e ver os desafios, porque ainda estamos na fase inicial” disse, sublinhando que haverá um espaço no Campus da Justiça com departamentos para autópsia, biologia e toxicologia.

Joana Rosa realçou a necessidade de primeiramente ter todo o instituto a funcionar em pleno, não descurando a instalação do gabinete médico legal principalmente nas ilhas de São Vicente, Sal e Boa Vista.

Conforme avançou, há um desafio para a instalação dos gabinetes médicos legais nas ilhas, mas, entretanto, está-se a trabalhar para a integração dos especialistas que estão em formação e contribuir para o sucesso e visibilidade do instituto.

“Temos um grupo de médicos que já está a fazer a especialidade e como isso vamos poder ter o gabinete médico nas ilhas a funcionar e de certa forma também o instituto e a própria presidente e todo corpo vão poder deslocar-se para ajudar os colegas na complexidade da investigação” assegurou.

A Medicina Legal é uma disciplina que combina conhecimentos médicos e jurídicos para fornecer esclarecimentos nos processos judiciais.

Ela aborda uma ampla gama de questões, desde investigações sobre mortes até avaliações de agressões físicas e crimes sexuais envolvendo pessoas vivas.

Além do congresso, será realizada a VII Reunião da Rede de Serviços Médico-legais e Forenses dos Países de Língua Portuguesa, em que Cabo Verde estará representado pela médica legista e presidente do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, Ineida Cabral Sena, que assumiu desde outubro de 2023 a presidência desta rede.

Partilhe esta notícia