Pub

Ana Paula Santos PAICV

O Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) vai interpelar, no Parlamento, o ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, sobre que políticas o Governo tem para a saúde e para as evacuações de emergência.

Em conferência de imprensa, a deputado do PAICV, Ana Paula Santos, que fazia o balanço das jornadas descentralizadas que antecedem o debate parlamentar, afirmou que tendo em conta a nova política de transporte que se vive ultimamente em Cabo Verde, a população está apreensiva querendo saber quais são também as políticas para a evacuação este executivo tem tendo em conta que o que se tem presenciado nesta matéria “é preocupante”.

Conforme a deputada, o anterior Governo tinha uma política de evacuação montada com a transportadora nacional, que “tinha as suas limitações,” mas “a população foi sempre atendida”.

Entretanto, prosseguiu, após o desmantelamento dos TACV está-se perante um sistema em que a população das ilhas, que precisa de evacuação, “fica com o credo na boca”.

“Neste momento, se temos uma evacuação de emergência há um desespero, tanto para os profissionais de saúde, quanto para a população, porque nós não temos a certeza se será feita nas condições dignas e que o doente seja transportado a tempo útil para o salvar”, afirmou.

Segundo a deputada, o PAICV também quer saber o porque de não cumprir o Programa do Governo quanto ao apetrechamento dos centros de saúde de equipamentos de alta qualidade, lá onde não há hospital central ou regional para diminuir as evacuações.

O partido da oposição pretende ainda questionar sobre que políticas o Governo tem para melhorar as condições de trabalho e para a motivação dos profissionais de saúde.

“Perguntamos que instrumentos é que o Governo está a trabalhar para esta motivação. A formação contínua seria uma das apostas para que os profissionais tenham motivação e possam dar melhores respostas,” defendeu.

Quanto ao debate com o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, Ana Paula Santos garantiu que será oportuno para interpela-lo sobre as promessas da criação de 45 mil postos de trabalhos dignos e do crescimento médio de 7 por cento (%), que, na óptica do PAICV, apesar das garantias por parte do Governo, a população não tem sentido este crescimento, porque o mesmo “não está compatível com o poder de compra dos cabo-verdianos”.

Durante o debate, o partido da oposição fará propostas para os diplomas que extinguem o Trust Fund e que cria o Fundo de Emergências.

Isto porque, segundo Ana Paula Santos, o seu partido está preocupado com a ideia de se investir 90 milhões de euros do fundo sem qualquer estudo que dê garantias da sua viabilidade, para além da preocupação com a limitação da dívida pública.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Celsodias 15-05-2019 02:04
Desde muito tempo o sistema de evacuação vem sendo mal gerida e se fosse bem gerido gerido quase que pouparia 20/100 dos doentes e tb das receitas do estado, há uma certa inércia Na gestão das evacuações. A região Norte vai ter a sorte de gerir e investir Nessa legislatura os cem milhões de dólares oferecidos anteriormente na dinastia da outra senhora no tempo da Cristina, oferecidos pelo fundo do cuweit das Arábias, fundo que se Está A remodelação do HBS e que só agora foi desbloqueado, estando a ser feito o centro de hemodiálise do Mindelo, mas devem ponderar desde Já a evacuaçãoes dos doentes renais por que jovens poderão correr riscos de Não serem evacuadas e não CONCORREREM A sorte de um transplante.
Responder