Pub

Congresso quadro cabo verdiano

“Um diálogo entre o país e a diáspora”, é o lema do primeiro Congresso Internacional de Quadros Cabo-verdianos (CIQCV), que irá acontecer de 21 a 23 de Maio, na Praia com o alto patrocínio da Presidência da República.

Segundo avançou a presidente da comissão organizadora do CIQCV, Maria Silva, o encontro vai contar com a participação de 500 pessoas, sendo que 250 são quadros da diáspora provenientes de 25 países.

Maria Silva, que falava à imprensa durante a mesa redonda internacional de preparação do evento, que decorreu na Cidade Velha, disse que o foco será a emigração do sul do Sahara de modo a criar canal de solidariedade e envolver países como Senegal, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Angola.

Explicou que o congresso visa reunir quadros cabo-verdianos residentes na diáspora para colocarem à disposição de Cabo Verde os seus conhecimentos e os resultados da integração, que, segundo a mesma, grande parte dessa diáspora está muito bem integrada e com sucessos em vários domínios.

Acrescentou que o programa está ligado ao sector da educação, ciência e tecnologia, mas haverá também conferências sectoriais de grande interesse e ligados ao respeito à mulher, política de género educação ciência e tecnologia e um fórum sobre o estatuto do emigrante.

“Estamos a trabalhar com os nossos pontos focais, temos representantes da nossa organização em vários países, pedimos o apoio da embaixada no sentido de nos ajudar na identificação dos quadros porque não são bem visíveis e queremos chegar sobretudo naqueles que não são visíveis e fazer o possível para se aproximarem do país, dar o seu contributo em prol do desenvolvimento de Cabo Verde”, apontou.

O encontro de três dias irá acontecer na Assembleia Nacional e será estendido às universidades como forma de fazer com que os quadros residentes no país e na diáspora possam ser protagonistas deste evento.

Durante a mesa redonda, será feita a apresentação dos termos de referência sobre o processo de organização do congresso e a plataforma integrada para o mapeamento dos quadros cabo-verdianos no mundo.

O Congresso Internacional de Quadros Cabo-verdianos está orçado em 200 mil euros, (aproximadamente 20 mil contos).

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!