• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Princezito dá concerto, lança linha de vestuário e livro 'Manual di mudjer' em Lisboa

O artista Princezito lança este sábado, 20, em Lisboa, o seu livro Manual de Mudjer. A sessão terá lugar no Centro Cultural de Cabo Verde, que acolherá no mesmo dia um desfile de lançamento da linha de vestuário Kriolart Clothing – Princezito, concebida com base nos versos poéticos, dizeres, reflexões e pensamentos do “Príncipe do Tarrafal”.

Germano Almeida homenageado no Festival Literário Escritaria em Portugal

O escritor cabo-verdiano Germano Almeida, Prémio Camões em 2018, será o autor homenageado do 14.º Festival Literário Escritaria, em Penafiel, no distrito de Porto, que começa hoje e se prolonga até dia 31.

Tanzaniano Abdulrazak Gurnah vence Nobel da Literatura

O romancista nascido em Zanzibar foi distinguido com o Nobel pela sua capacidade de "penetrar de forma intransigente mas compassiva nos efeitos do colonialismo e nos destinos de refugiados".

Livro/Tese de Claudino Borges apresentado na Capital

“Materialidade e imaterialidade na construção do valor patrimonial dos centros históricos em Cabo Verde: Os casos de São Filipe – Fogo e Ribeira Grande – Santiago” é o livro de Claudino Borges que será lançado hoje, na Praia, às 17h00 na Universidade Jean Piaget.

Carta aberta às entidades políticas e judiciais cabo-verdianas. DENÚNCIA DE CORRUPÇÃO ESCANDALOSA E REITERADA PERPETRADA PELA REITORA DA UNICV

Excelências, a bem da nação, da democracia e pelo respeito à Constituição que juraram cumprir e fazer cumpri-la, urge quem do direito promover um inquérito rigoroso à esta instituição onde reina um absoluto desmando, um clima de terror, revanchismo e ameaças. Por isso, o signatário pede a impugnação do concurso que decorre e a inserção de todas as Unidades Curriculares na lista nos próximos concursos. E solicita-se ainda que lhe seja feita justiça e ressarcido dos prejuízos que a Srª Reitora lhe tem causado, sobretudo, pagar-lhe o que lhe devem. E pede-se que proíba a...

Fela, O Imortal

Fela Kuti, o"anti-establishment" músico é herói na sua Nigéria, e a sua renaissance vai para além dos santuários de África. Os hits do rei do Afrobeat chocam, incomodam e inspiram. Eles celebram a vida, a espiritualidade africana, a verdade, o poder, e a humanidade do homem que tinha 28 mulheres.

É ka lobu ki fase

ADVERTENSIA