• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Jornais cabo-verdianos, órgãos de formação & informação ”SOS”

A liberdade de imprensa e seu pluralismo, são partes integrantes da democracia, todos os jornais devem ser incentivados, pelo poder publico – a não confundir, com influenciar – a ajuda estatal vinda do poder central e local, para ser eficaz, deve ser desigual, beneficiando mais, os jornais com poucos recursos publicitários, mais fracos e mais ainda, subvencionando assinaturas anuais, de todos os jornais impressos da praça, (e não são numerosos os que mantiveram-se impressos, são apenas “Terra Nova” e “Expresso das Ilhas”, saindo nas bancas de vez em quando o...

Do preconceito a caça às bruxas. Uma outra lente para a problemática da toxicodependência  

É imperiosa uma viagem, diga-se, longa ao passado e fazer-se o caminho inverso até os nossos dias, para conhecermos a história das drogas, do seu consumo e das sucessivas políticas engendradas para o seu enfrentamento. Diz-nos a literatura que o fenómeno do consumo de substâncias psicoativas remonta o tempo das velhas civilizações, como a Azteca, a Suméria, a Egípcia e a Grega. No entanto, diferentemente ao que assistimos atualmente, o uso destas substâncias tinha fins específicos. Eram usados em momentos próprios e nem todos, como se percebe, estavam autorizados a consumir. Nos...

“É preciso resistirmos ao reabastecimento do fanatismo”

O País deve estar acima de quaisquer interesses, pessoais, de grupo ou circunstanciais, acima de qualquer partido ou força política. O legado histórico, o respeito para com os cidadãos, para com o país, para com as gerações vindouras são valores soberanos, daí sermos todos, sem exceção, convidados a defender a Nação e a precavermos contra intentos no sentido da sua instrumentalização.

Ex-Campo do Tarrafal é o primeiro de oito candidatos de Cabo Verde à UNESCO

A candidatura do ex-Campo de Concentração do Tarrafal a Património da Humanidade será a primeira de oito locais que Cabo Verde já identificou com potencial para classificação pela UNESCO, segundo o Governo cabo-verdiano.

Greve dos vigilantes. Sindicato acusa Governo de inércia

O presidente do Sindicato Nacional dos Agentes de Segurança Pública e Privada, Serviços, Agricultura, Comércio e Pesca (SINTSEL), Manuel Barros, acusou hoje o Governo de nada fazer no sentido de garantir que as empresas de segurança privada cumpram as suas obrigações para com os seus trabalhadores.

Análise de um Vereador não jurista sobre o Estatuto dos Municípios

Mas, o número 3, do artigo 81.º, diz que “as competências referidas no número que antecede [número 2, alíneas a) à m)] são exercidas sob proposta da Câmara Municipal”. Resumindo: Cabe a Câmara escolher/estabelecer o número de Vereadores a tempo inteiro e a meio tempo bem como a remuneração a que têm direito, cabe ao Presidente escolher dentro dos números, que Vereadores ou quais serão os Vereadores a tempo inteiro e a meio tempo e as suas competências e cabe a Assembleia Municipal aprovar ou não o número de Vereadores a tempo inteiro e a meio tempo, bem como a...

Vigilantes acusam empresas por incumprimentos e anunciam greve de 72 horas

O Sindicato Nacional dos Agentes de Segurança Pública e Privada, Serviços, Agricultura, Comércio e Pesca (SINTSEL) decretou uma greve de 72 horas nas empresas de Segurança Privada, por não cumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho e a respetiva grelha salarial dos vigilantes em vigor desde 1 de Maio deste ano.