Pub

tribunal

O Tribunal da comarca da Praia decretou termo de identidade e residência e apresentação periódica a dois homens detidos em flagrante delito quando tentavam, supostamente, assaltar um estabelecimento comercial no Palmarejo, cidade da Praia.

A detenção destes foi feita, de acordo com uma nota oficial, pela Polícia Nacional (PN) na madrugada de quarta-feira, 23, após presumíveis assaltantes terem sido identificados, através do Centro de Comando (câmaras de videovigilância), quando tentavam roubar o estabelecimento comercial.

Os mesmos foram surpreendidos no local, conforme a PN, onde já tinham provocado danos no edifício, ao tentarem entrar no interior do referido estabelecimento.

Estavam vestidos de preto, com gorros a tapar a cara e na posse de uma catana e uma “faca oitenta”.

Após a detenção, os suspeitos foram conduzidos à esquadra local do Palmarejo.

Depois do primeiro interrogatório foi-lhes aplicado termo de identidade e residência e apresentação quinzenalmente na Esquadra Policial do Palmarejo.

A PN informou ainda que um dos suspeitos é um ex-presidiário já referenciado pela prática de assaltos, roubos e furtos.

O Tribunal da Praia decretou também esta semana termo de identidade e residência e apresentação diária a dois outros indivíduos detidos por assalto à mão armada a um estabelecimento comercial chinês em Achada Grande Frente, na capital.

Relativamente a este caso, a PN informou esta sexta-feira que os mesmos foram detidos no passado sábado após esta força policial ter sido chamada a intervir num roubo que ocorria num dos armazéns em Achada Grande Frente, em que os supostos assaltantes agrediram o guarda do estabelecimento com uma arma branca.

Chegando ao local, a PN deteve, em flagrante delito, os dois assaltantes, que foram esta semana presentes ao juiz.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Berdiano Barela 28-10-2019 01:52
Algo vai muito mal nesta terra! Decididamente...!
Responder
0 # Maria Rodrigues 27-10-2019 13:30
TIR ???

Estamos todos a ver que o primeiro assaltante é deveras o JUÍZ sem JUÍZO !!!!
Responder