Pub

nelson centeio01 02 13 2017g

O ainda presidente da Comissão Politica do PAICV em Santiago Sul não aguentou a pressão dos membros do Conselho Nacional do partido semana e abandonou a sala.

A reunião do Conselho Nacional do PAICV, que acontece desde ontem, 15, na Praia, começou quente. Depois de analisarem a situação politica nacional, os conselheiros resolveram debruçar-se sobre a crise no partido em Santiago Sul, e que tem como pivot Nelson Centeio, cuja direcção caiu, segundo o Conselho Jurisdicional, por causa da demissão em bloco de 13 elementos.

Segundo Santiago magazine apurou, os conselheiros tambarinas mostraram-se agastados com a postura de Centeio, que após criticar duramente a presidente do partido de estar envolvida na demissão dos membros da CPRSS, fazendo cair a sua direcção, elevou o tom esta sexta-feira, 14, através de uma carta endereçada a Janira Hopffer Almada, com conhecimento de todos os antigos presdentes do PAICV, na qual denuncia uma série de irregularidades e ingerências da direcção nacional tambarina no funcionamento da CPRSS.

Para os conselheiros, a atitude de Nelson Centeio visa somente criar embaraços à liderança de JHA, que apoiava outra candidatura nas eleições regionais, e provocar a queda da mesma. Segundo as nossas fontes, o coro de críticas a Centeio foi de tal forma que o político, sentindo-se contra a parede, teve de abandonar a sala.

Também ontem, Cláudio Mendonça, gerente do BCA em Assomada e um dos membros demissionários da CPRSS desmentiu, em carta dirigida ao partido, as acusações feitas por Nelson Centeio de que o secretariado nacional violou a conta da CPRSS no BCA retirando 84 contos que foram depositados. “Nunca, mas nunca o Sr. Gerente do BCA de Assomada recebeu nenhuma carta do Sr. Nilton (director de gabinete da presidente do PAICV) dando instruções para que o mesmo procedesse qualquer transferência da conta da CPRSS para conta do Secretariado Nacional. Esta Informação é falsa e não corresponde a verdade. Recebi sim, na sequência da transferência efectuada e na qualidade da pessoa indicada para áreas das finanças e património e, com intuito de perceber a situação ocorrida, em conversa com o Sr. Nilton enviou-me algumas informações sobre o erro cometido nas ordens de transferências que ao invés de indicar o nº da conta do Secretariado Nacional foi indevidamente indicado a conta da CPRSS”, lê-se no documento a que este diário digital teve acesso.

Mendonça explica que “as alterações dos titulares da conta/movimentação da conta nunca teria sido problema se todos as informações solicitadas fossem devidamente tratada, indicada e entregues em tempo oportuno pois, as alterações dos titulares tem os seus trâmites e procedimentos que como todos sabem trata-se de substituições de órgãos eleitos e carece de todas informações, principalmente a abonação dos novos órgãos pela entidade e/ou órgão competente, nesse caso - o Secretario Geral do Partido”.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

+2 # Estrela Melo 17-07-2017 11:23
O Nelson suicidou politicamente. Não soube gerir a liderança da Comissão Politica, foi manipulado pelo Grupo de Reflexão e agora, tão jovem, perde o comboio da política. Deve manter no seu emprego tranqüilo e gerir seu negócio sereno porque política exige seriedade, atributo que esse jovem precisa cultivar...
Responder