Pub

pai sd

A bancada municipal do PAICV, em São Domingos, demarcou-se do caso em que o seu elemento Seidy de Pina ficou sob termo de identidade e residência, após detenção por alegados crimes de burla, informou fonte judicial.

Em declarações à Inforpress, o líder da bancada municipal do PAICV daquele concelho do interior da ilha de Santiago, José Carlos Moniz, demarcou-se das “acções de Seidy de Pina” porque estas foram feitas de “forma isolada”

“É um caso que consideramos ser de acto pessoal. Este processo que soubemos que ele abriu para ajudar os estudantes a conseguirem vagas de estudos é uma coisa feita pessoalmente”, acrescentou aquele responsável partidário.

José Carlos Moniz aproveitou ainda para esclarecer que Seidy de Pina “não é um eleito efectivo” na lista do PAICV, “mas sim um suplente” que, por substituição, tem estado a participar em algumas sessões.

Em relação ao partido, o deputado municipal frisou que de facto até o mês de Julho Seidy de Pina desempenhou as funções de coordenador da Juventude do PAICV em São Domingos.

“Por indicação, assumiu uma comissão para a reorganização a juventude do partido até o mês de Julho passado. Não foi eleito presidente, mas sim foi uma indicação para coordenar a comissão para a reestruturação de JPAI local”, completou José Carlos Moniz, acrescentando que Seidy de Pina “pediu a sua desvinculação” por causa do processo em que se encontra para ir estudar em Portugal.

Aliás, afirmou José Carlos Moniz, há já algum tempo que o visado “não tem estado a participar nas acções de preparação da bancada”.

“Na qualidade de camaradas e amigos, solidarizamos com a situação por que passa Seidy de Pina no momento”, pontuou o líder da bancada municipal do PAICV, desejando que a Justiça esclareça o caso.

Seidy de Pina, advogado estagiário, foi detido esta semana no Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na cidade da Praia, quando se preparava para deixar o país.

Segundo contou à Inforpress um familiar de duas hipotéticas vítimas, o visado é acusado de abrir uma suposta escola em Portugal e cobrar “cerca de 120 euros pelas matrículas”.

Entretanto, o suposto esquema foi denunciado quando, segundo o mesmo informante, a Embaixada de Portugal recusou vistos às vítimas por apresentarem comprovativos de matricular em “uma escola não reconhecida”.

Além de termo de identidade e residência, avançaram fontes judicias, Sedy de Pina fica interditado de sair do país e de contactar com as vítimas.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Venceslau Cardoso 14-10-2019 16:48
É o dom do paicv. Esquiva sempre quando as coisas não são favoráveis. O infelizardo que se cuida. O resto!!...
Responder
0 # Fantonelli Mariah 04-10-2019 12:45
Aconteceu e já é do domínio publico que o cidadão Seidy de Pina, jurista e advogado estagiário foi flagrado no aeroporto Nelson Mandela, de malas aviadas para Portugal, acusado de burla a várias famílias. Até aí, tudo normal, esperando que a justiça funcione e esclareça o publicado.
O que me intriga, é a preocupação do líder da bancada do PAICV na AM de S. Domingos em tentar desligar o cidadão Seidy de Pina do PAICV, ao dizer que ele não foi eleito e que simplesmente desempenhou as funções do de[censurado]do em substituição, e que como presidente da JPAI em S. Domingos foi só para reorganizar a juventude da JPAI mas, por pouco tempo.
A questão que se coloca, é para quê tanto esforço. E se fosse um ato nobre? Estaria o líder a preocupar-se tanto em desligar o cidadão Seidy de Pina do partido? DUVIDIÓDÓ!
Responder
0 # PAICV no seu máximo! 04-10-2019 06:19
PAICV de São Domingos demarca-se das práticas criminosas do de[censurado]do municipal suplente Seidy de Pina, e, logo de seguida, manifesta solidariedade ao mesmo de[censurado]do, na sequência da prática do mesmo ato criminoso. MAS O QUE É ISTO CAMARADAS?!
Responder
0 # jtods 04-10-2019 11:04
Mas que raio de cabeças que vocês tem para intensa às coisas...São Domingos contínua no seu auge da inteligência...kkkkk
Responder
0 # Cadaver político 03-10-2019 23:10
Meu caro já te tinha avisado que se não mudasse de rumo seras un cadávee político. O paicv é assim. Usa os jovens e descarta, como se de caminha se tratasse. Agora eles até insinuam que estavas lá a experiência como estagiário. E passaste de um ponta de lance a un ativo incómodo.
Responder
0 # jtods 04-10-2019 11:02
A capacidade de interpretação e de percepção de alguns aqui é lamentável. Desde quando o partido tem haver com o ato pessoal? MPD no concelho de S.Domingos é conhecido pelo fraudulento burlador é mais...investigam relação entre farmácia S.filipe e CMSD só isso para além daquilo que aconteceu com a Isa e Nhomano. tomam vergonha ...Aquilo que aconteceu com o rapaz se é verdade ele deve pagar por isso não o partido.
Responder
0 # toto 03-10-2019 21:56
Q pena
Responder
-1 # John Miller 03-10-2019 19:02
Diga-me com quem tu andas que te direi quem tu és! Espero que a justiça não se desmarque de vocês!
Responder