Pub
Por: Redacção

suspeito oscar
O atentado contra o presidente da Câmara Municipal da Praia foi, ao que tudo leva a crer, milimetricamente preparado. Além dos dois individuos que ontem o atacaram a tiro, havia um outro que o esperou à porta de casa, eventualmente dando indicações sobre a sua saída. Com foto.

A imagem que vê é de um homem de pé, expectante, com fato de treino e gorro na cabeça, à porta de casa de Óscar Santos, na Fazenda, Praia. A foto, já na posse da Polícia Judiciária, foi registada através das imagens video da câmara de vigilância da casa do presidente da Câmara Municipal da Praia e obtida com exclusividade por Santiago Magazine.

Esse individuo, na imagem, estaria a aguardar pela saída de Óscar Santos para o seu treino matinal e depois avisar os outros dois suspeitos que aguardavam o autarca à frente do ginásio Korpore, em Palmarejo, onde diariamente faz ginástica.

A hora em que a imagem foi registada explica tudo: 5h20, isto é, 16 minutos antes de o atentado ter sido posto em prática. Isso pressupõe um ataque coordenado contra o presidente da Câmara Municipal da Praia, e, por arrastamento, um crime preparado com antecedência. É que o modus operandi evidencia algum conhecimento da rotina de Santos. Já ontem referiamos, com base em testemunhos de pessoas que presenciaram o acto, que os dois principais suspeitos estavam de fato treino, casaco com capuz, auriculares nos ouvidos e telemóvel na mão.

Neste momento, e sobretudo com base nestes detalhes, sobrepõe-se a ideia de um atentado perpetrado por pessoas ligadas ao crime organizado, segundo informações de fontes policiais. As autoridades, ao que Santiago Magazine apurou, estarão a investigar um suposto crime motivado pela gestão dos terrenos da Praia e que, presumivelmente, envolvem também pessoas ligadas ao narcotráfico, com conhecimento suficiente de quem contratar para matar.

Segundo um criminologista contactado por Santiago Magazine, "está posta de lado a hipótese de assalto. Nem mesmo crime passional, em que quem, na generalidade, comete um atentado é a pessoa que se sente traída. Não é fácil passar a sua raiva para outra pessoa. Portanto, num caso destes, em que várias pessoas estão envolvidas, denota claramente uma acção coordenada, de quem sabe o que quer e como fazê-lo. Se fosse um aviso, ele (Óscar Santos) ouviria se calhar um tiro sem saber de onde partiu ou alguém passaria numa viatura e atirava só para o espantar. Neste caso não, a pessoa foi até ele muito perto, falhou porque ele correu".

De resto, a coordenação feita para surpreender Óscar Santos prova esta ideia, ainda que outras hipóteses estejam sobre a mesa. O edil da Praia, recorde-se, foi baleado ontem, 29, no braço direito quando chegava ao ginásio Korpore, onde diariamente treina - Santos é, refira-se, cinturão negro em Tae Kwon Do, tendo sido inclusive dirigente federativo deste desporto de artes marciais.

O seu estado permanece estável, embora tenha sido submetido a intervenção cirúgica no úlmero direito do braço atingido. Já está em casa a recuperar, enquanto a Policia Judiciária e a Policia Nacional mobilizam seus profissionais para tentar encontrar os suspeitos deste atentado.

Esta é a primeira vez na história do país que um presidente de Câmara sofre um atentado do género. Antes, acontecera com o ex-procurador da República, Arlindo Figueiredo Silva. E, a nível particular, com o filho de ex-primeiro ministro José Maria Neves, José Luis Neves, e com a mãe da inspectora da PJ, Kátia Moreira. Todos atentados perpetrados à porta da sua residência.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

+4 # timos 31-07-2019 11:36
[censurado] nho forti incompitencia di assassinus ...
Responder
0 # OBSERVADOR INTERNACI 31-07-2019 08:39
É ta pertado obo ti ké fla kenha ki mandal!
Responder
+5 # Arteaga Fortes 30-07-2019 23:16
Como cantou Hélio Batalha, "Patrick odja ma nos rua ka sta fixe, 4 kasubodi (tentativa d assassinato), rapaz sta na xuxadera, és pensa ma bu nasi pa **dera? " - Triste é ver e ouvir esta notícia e mais triste é ver o descaso de outros assassinatos, onde morrem inocentes e nen sequer são estudados com criminologistas para saber-se das coisas. Por vezes penso que é necessário estas tentativas, para ver funcionar a Justiça e a investigação neste país de txocota! Agora é só trocar as calças e continuar a trabalhar! Melhoras senhor Presidente!
Responder
0 # Arena crítica 30-07-2019 19:10
É preciso investigar.
Responder
+2 # SÓCRATES DE SANTIAGO 30-07-2019 18:39
Com esta noticia, ficamos mais bem esclarecidos sobre este crime, a todos os títulos, condenável. Afinal, o País não está muito seguro, como se apregoa por aí, aos quatro ventos, irresponsavelmente. Desejamos melhoras e boa recuperação ao Presidente da Câmara Municipal da Praia.
Responder
-1 # Djosa Neves 02-08-2019 04:56
Afinal, como é reconhecido, em termos de segurança, como em outras áreas há muito por fazer, considerando o ponto de partida terrivel e as metas que se perseguem. Os dados revelam que a situação tem vindo progressivamente a melhorar; Não são esperados milagres pois a herança era pesada e complexa do ponto de vista da degradação que existia.
Responder