Pub
Por: Filomeno Rodrigues

Filomeno Rodrigues

Há uma máxima em política que diz que um povo tem sempre o Governo que merece. Porque foi o seu voto que fez eleger os dirigentes que tem. Esta teoria tem o valor que tem e pode não se aplicar em muitos casos..

Refiro-me, em concreto, a São Domingos, um município que, ano sai, ano entra, só piora de dirigentes autárquicos. E se o povo, como defende a tal máxima política, tem o que merece, em São Domingos, parece cada vez mais evidente que são os partidos que induzem o munícipe ao erro, porque têm apresentado péssimos candidatos e maus presidentes de câmara, obrigando o cidadão eleitor, forçosamente, a ter de escolher entre o mau e o vilão.

Está, pois, claro que aos partidos políticos interessa sobretudo a sua eleição municipal, quer dizer, longe de pensar e executar planos para o desenvolvimento de São Domingos, tanto o PAICV quanto o MpD têm apostado em candidatos para "cumpir calendário", em particular o partido que vem vencendo as eleições desde 1993, no caso o MpD, que apenas quer manter a hegemonia local num concelho que é seu bastião, descurando do seu papel desenvolvedor, promotor e incentivador do crescimento local.

De todos os mnunicípios de Cabo Verde, São Domingos é o que está mais próximo da capital, logo, mais perto das instituições decisoras, mas se formos ver está, na prática, mais distante do centro do poder, com resultados catastróficos para o concelho.

As próximas eleições autárquicas devem acontecer daqui a um ano sensivelmente, mas já atraem candidatos das duas esferas partidárias, ávidas em conquistar a Câmara Municipal, mas tímidas ou apáticas na hora de apresentar ideias e soluções para tirar este concelho do marasmo em que se encontra. Quer do lado do PAICV, quer do lado do MpD, não se conhece da parte dos potenciais cabeças de lista qualquer ideia sobre o desenvolvimento de São Domingos, simplesmente estão disponíveis para apanhar "boleia" dos partidos e se farezem eleger sem um fio condutor, uma ideia-base ou um projecto de desenvolvimento.

Podemos até ir mais além e afirmar que juntamos todos eles e não dá um candidato como deve ser. Até parece que estamos a vaticinar um futuro bem negro para este concelho rico em potencialidades agrícolas, turísticas, culturais, energéticas e industriais. Não, cremos crer que há quadros cuja experiência, seriedade e capacidade de negociação interna e externamente podem muito bem servir este município. Porque aqui o que mais importa não é o candidato de que partido, e sim o melhor candidato, seja de qual partido, que melhor fará por São Domingos.

São Domingos

José Furtado

Uma dessas pessoas, salvo prova em contrário, será, em nosso humilde entender, o jurista José Dâmaso Martins Furtado (Zeca para os amigos), um quadro com larga experiência autárquica em Oeiras Portugal (trabalhou directamente com Isaltino Morais), no domínio da Adminitração Pública Portuguesa, (integrou a Direcção Geral de Saúde e Autoridade para as Condições do Trabalho antigo Inspeção-Geral do Trabalho, exerceu funções de consultor jurídico, a nível laboral, em Portugal) e abertura suficiente para encetar contactos diversos e promover diálogos que fomentem o crescimento deste município e atraia investimentos necessários para gerar emprego e alavancar o desenvolvimento de São Domingos nos mais diversos setores.

José Furtado, actualmente assessor jurídico do ministro da Defesa e que goza de um invejável currículo, é militante do MpD pelo que será este partido, se de facto quiser o melhor para este concelho, a descartar pára-quedistas e apostar num candidato com competência e sentido de responsabilidade. A nosso ver este seria o melhor candidato que se nos afigura, pelo menos até prova em contrário. E não nos coibimos de o afirmar, porque, acima de tudo é São Domingos que interessa. E é por São Domingos que nasceu este artigo, diga-se, de resto.

Este é também um repto que lançamos aos quadros e forças vivas do concelho de São Domingos. A todos nós, sim nós, que há demasiado tempo temos permanecido apáticos e indiferentes em matéria de particiopação no desenvolvimento do nosso concelho. Muitas vezes, é certo, somos preteridos, mas temos que assumir a nossa quota parte e dizer um basta. Basta de estender tapetes aos partidos que, como já se viu q.b. têm-se preocupado mais com o seu umbigo do que com os 15 mil habitantes de São Domingos.

É, portanto, hora de os quadros e forças vivas deste município assumirem a sua condição de intelectuais e forças morais de São Domingos e suportarem uma candidatura a presidente de Câmara que, efectivamente, pense São Domingos. Com planeamento, estratégia, abertura, diálogo e ambição. José Dâmaso Martins Furtado deveria ser um candidato da sociedade. Se os partidos não o querem, nós, sociedade civil, quadros e forças vivas deveríamos apostar todas as fichas neste humilde e experiente cidadão. É esta a nossa aposta, porque, estamos cientes, é uma pessoa que se preocupa com São Domingos mais do que com o pedaço da vaca que se tornou a Câmara Municipal de São Domingos para muitos candidatos.

Mais do que isso, este texto é um chamamento a todos que se assumem sãodominguenses a participarem de viva voz e lícita vez no processo de desenvolvimento deste concelho, através de contribuições qualificadas e valiosas para incrementar São domingos nas várias vertentes. Como? Na Assembleia Municipal, órgão decisório e fiscalizador da Câmara, mas que tem também a peculiaridade de exigir, sugerir, indicar e impor à Câmara o melhor para o município. Ou seja, além de propor um presidente de Câmara, os quadros de São Domingos podem e devem controlar a autarquia, e, amiúde, suportando-a por via da Assembleia Municipal onde os munícipes têm vez e voz. Aproveitamo-la, então. Ou vamos protelar, mais uma vez, a nossa contribuição para São Domingos?



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

+3 # Rito Correia 06-11-2019 21:40
O Dr. José Furtado (ZECA) tem experiência, capacidade e compromisso para representar e defender os interesses do município de São Domingos.

Zeca conhece todas as especificidades da legislação do país e as macro-tendências estratégicas do mundo contemporâneo, tem credibilidade, tem uma boa visão do futuro e especificamente sobre o futuro para São Domingos.

Eu trabalhei durante vários anos directamente com o Dr. José Furtado como companheiro de Comissão Política do MpD em Portugal em diversos projetos políticos em prol de Cabo Verde e de todos os cabo verdianos em Portugal e o Dr. José Furtado sempre mostrou ter uma grande capacidade de liderança e dinamismo.

O Dr. José Furtado seria um candidato muito importante para o município, pois ele como legítimo Presidente seria capaz de levar para o município para um novo ciclo de avanços e conquistas, que indiscutivelmente melhoraria a qualidade de vida de todos os munícipes de São Domingos.

Por isso mesmo, vejo com bons olhos, e recomendo o apoio ao Dr. José Furtado como um dos candidatos a Presidente.

Por isso, solicito o seu apoio para a mudança, apoiando o Dr. José Furtado. E esse apoio deve ser assumido com toda a força, porque o Dr. José Furtado é um cidadão humilde, competente e único verdadeiramente comprometido como o município de são Domingos.

Rito Correia
Responder
+1 # kuta 05-11-2019 14:23
Infelizmente a esquines das pessoas aliado á uma dose requintada de ignorancia ainda alimentam a ideia de que só quem sempre esteve em saodomingos desde o tempo da outra senhora é que tem legitimidade para ser candidato conhecido. Fico pasmado e ponho-me a pensar se na verdade esses ignorantes alguma vez sairam de cabo-verde ou se mesmo alguma vez acompanharam a politica dos países amigos de cabo verde. Por tudo que eu li e pelo desenvolvimento amorfo ou inexistente a que saodomingos foi colocado nos ultimos anos o Curriculum do nosso ZECA é mais do que suficiente para arrastar apoios de vários quadrantes da sociedade saodominguense e tem atributos bastantes para congregar os militantes do MPD em torno de um projecto vencedor e sem mágoas. As lamúrias de familiares não podem entornar a vontade maior que é resgatar sãodomingos do desnorte e da arrogancia barrata a que foi submetida. O Zeca tem todas as condiçoes e curriculum que qualquer partido queria para o seu candidato. Força Zeca!! Não desistas porque o amanha constroi-se hoje. As outras peseudos candidaturas inclusive do actual presidente( esperemos que tenha juizo e que não mais se enverede por uma candidatura) não passam de brincadeira de crianças que ignoram o serviço publico e desconhecem em absoluto a gestão da coisa pública. Somos São Domingos e por ti vamos até onde o Ulisses e o MPD entenderem.
Responder
-2 # Trossa 06-11-2019 10:46
Kuta, seja menos ignorante: Clemente disse que com Ulisses ele seria mais forte e não foi. Ainda vens com Ulisses? E o povo de São Domingos continua a mesma besta de sempre! Veja que até Ulisses deixou o cargo ao Olavo. Sendo Zeka militante do mpd, como o Zeka Ferreira disse, porquê quer destronar Clemente, seu familiar, por sinal. Será que a fiscalização da Assembleia Municipal detetou algo de grave na gestão de Clemente e passou ao [censurado]tivo candidato? Tiramos isso a limpo filhos de São Domingos.
Responder
-3 # Benvindo Lopes 04-11-2019 21:26
Paciência pa Autor des texto, tá mostra tristeza pá tudo quadros ki São Domingos tem espalhados pá tudo canto de país, Zeca tá traze Zeca, um emigrante que parte pá Portugal nos finais de ano 60 ki só volta quando MPD trazel pá trabalha ali cabo verde como recompensa de militância na Portugal. Montes de emigrantes de São Domingos bem di feria visita família mas el Ka bem visita nem na morte de mãe ku pai. Por isso ninguém Ka tem conhecimento del. Um amigo ki tá vive na Oeiras Portugal flã na São Domingos sta como Kel lenda "Na terra de Burro Cavalo ki tá manda". Sr. Filomeno ofende tudo Quadros de São Domingos. Por isso que é conhecido como pior Gestor de São Domingos.
Responder
-4 # Luciano Fortes 04-11-2019 14:48
Mais um militante de MPD já se disponibiliza para a Câmara de São Domingos. Dizem que há mais. Depois de Mike Silves vem este que através do seu amigo também está na corrida esperando que a Direção de partido posiciona. Dizem que Francisco Rocha está preparando como também a RUSSA. Na verdade esses não são candidatos mas sim estratégia para poder negociar e entrar na lista uma vez que a direção ao de MPD já tem o candidato que é Clemente.
Responder
-3 # Trossa 04-11-2019 13:58
Zeka ta diskulpan mas és kandidatu ka kré nada pa S. Domingus. Mésmu ké djunta ku tudu kés ki sta disponivel, kada konbon ku ladera ké soma munisipis ta pergunta "kelâ undi nhos sai kol"? Pa si kuriklu é trabadja na PT, é ben pa Praia asesora Ministro, afinal kal ké disel? Zeka divia fla klaru ma es kandidatu é irmon di Martinho Landi, Antunis ké Prizidenti di Asenbleia Munisipal. Rapaz ki imigra na anus satenta, anti N nasi, y ki so volta pa ben féria, pagadu pa bolsu di kontribuintis. Zeka dja bu perguntal kantu zona ten na SD - até é debi sabi, mas kal di kes zona ké vizita, ké kontenpla pulsar di populason pé sabi kal ké si más valia, kontrariandu kel ki siparis ka fazi au longu di más di dos dékada. Zeka Nhutita, minis di 30 ano ka konxi, guentis grandi dja ká skesi del. Na rol dés fexu di kandidatus ki sta pa SD, teni jovens ku ideias más fresku, ki dja trabadja pa és tera, pa S. Domingos ou pa Praia y otus Munisipio, mas espirensia di PT nu ka konxi, alias pamodi ki Isaltinu nunka trazel ou pâpia del di tantu bran bran ki dâ ku es otarka. É un vergonha pa nós SD. Y pa ka ben ku stória mé militanti di mpd pamodi SD ka mesti ser mpd: basta bisti kualker kuatu pé di ventuínha, dja sta - é kandidatu; agó disgrasa é basta és ganha! Kuatu ano di txoru.
Responder
0 # Danilson Semedo 04-11-2019 10:51
Um artigo de opinião que pelo que li; não sei se é de todo digno de algum registo, apesar de respeitar as ideias que se quer "impor" ou "passar", mas que discordo; pelo simples facto de 99,9% do que está escrito, são de todo pensamentos e factos equivocados e que como disse antes, respeito; mas discordo; salvo devido respeito ao autor do presente artigo. Com esses tipos de olhares e pensamentos, São Domingos não sairá nunca do marasmo em que se encontra e é motivo para questionar qual é o sistema, que avaliação fez de concreto para se “estribar” que o amigo que propõe é mais competente dos que até então já se predispuseram?... Nota-se um certo "vazio" neste artigo de opinião. Disse, após duas breves leituras.
Responder
+2 # Dosa Sena 04-11-2019 10:44
Pelo que vejo o autor é um conhecedor do seu funco (concelho). Tem uma opinião, consegue expressá-la de forma clara e abrangente e logo aparecem dois pseudo comentaristas a quererem o bota abaixo. Continuando assim jamais promoveremos o desenvolvimento neste torrão. Força Folomeno.
Responder
0 # Santacatarinense 04-11-2019 09:21
José Filomeno, também tenho fé e esperança que um dia, a nossa democracia se desenvolva tanto que os cidadãos dirão um basta as manipulações dos Partidos e as desonestidades dos líderes que se preocupam apenas com as respectivas agendas e ambições, ignorando a vontade e as necessidades do povo. Nos por exemplo em Santa Catarina o que nos tem, desde há muitos anos, nos braços dos corruptos e oportunistas do MPD são e foram as manipulações, as deslealdades e desonestidades dos líderes partidários que travam os candidatos desejados pelo povo para colocarem seus marionetes incompetentes e indesejados. Quando o povo batalha, como aconteceu em Santa Catarina em 2016, e impõe o desejado pelo povo, verefica-se traição, batotas, deslealdades e fechos de torneiras de dinheiro para sabotar o povo. Isto tudo porque são os diretórios dos Partidos a quem o Estado entrega os recursos para financiarem as campanhas dos candidatos que se apresentem sob a bandeira dos Partidos. Vamos mandar esses partidos ( MPD e PAICV) para o inferno e impor uma nova ordem política em Cabo- Verde.
Responder
-5 # José Brandão Lopes 03-11-2019 19:22
O Sr. Filomeno Rodrigues sempre esteve envolvido no processo de apoio de candidatos a Câmara de São Domingos. Agora, qual é o critério que o Sr. Filomeno utiliza para confirmar que a capacidade é melhor do que os outros que ele apresentara? Será que seu candidato velho e ultrapassado se aguenta para se deslocar as diversas localidades? Desta forma são domingos continua nas mãos dos oportunistas.
Responder
-5 # Arlindo Santos 03-11-2019 17:33
Por não apostar no seu sobrinho que já se lançou? O nosso Miky Silves. Depois de 2 ou 3 anos ausentes de São Domingos, apareceu o homem que nem se deu conta da morte do vizinho ao lado e pior ainda os outros mais distantes.
Responder