Pub

droga

1.157 kg é a quantidade total de cocaína encontrada a bordo do iate Rich Harvest, que está atracado no Porto Grande do Mindelo, São Vicente. Quatro estrangeiros foram detidos.

Terminou por volta das 18 horas de hoje uma operação de busca da Polícia Judiciária ao iate Rich Harvest por suspeita de estar a carregar droga do Brasil com destono à Europa. A operação, que teve a ajuda da Polícia Militar, começou desde a manhã de quarta-feira, 23, e só foi dada por encerrada após a pesagem da mercadoria.

Num primeiro instante, foi divulgada, por fontes próximas à PJ, a apreensão de mais de 500 quilos de cocaína, mas a pesagem final revelou que, afinal, estavam no interior da embarcação, de pavilhão inglês, nada mais nada menos do que 1.157 quilos de cocaína em elevado grau de pureza, distribuídos por 1.063 pacotes. Esta é a segunda maior apreensão da história em Cabo verde, só ultrapassado pela operação ‘Lancha Voadora’, esta envolvendo cabo-verdianos, em que foram interceptados tonelada e meia do pó branco.

O iate, de acordo com fontes da PJ, vinha de Fortaleza e seguia para a Europa. Por causa de uma avaria teve que ser rebocado na segunda-feira para conserto na marina do Mindelo, onde, de surpresa, a judiciária apareceu para efectuar buscas, devido a suspeitas de estar a transportar mercadoria ilítica. Levado para o cais numero 1 do Porto Grande para as investigações, a PJ lá encontrou mais de tonelada de cocaína.

A operação desta quarta-feira (durou 24 horas) resultou ainda na detenção de quatro cidadãos estrangeiros, um francês e três brasileiros que eram os tripulantes do Rich Harvest. Os suspeitos, com idade entre os 25 e 49 anos, vão ser levados a tribunal esta sexta-feira, 25, para a legalização da prisão.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar