Pub
Por: Redacção

Umaro Sissoco Embaló

Dados provisórios da Comissão Eleitoral da Guiné-Bissau, publicados esta manhã, 1 de Janeiro, confirmam a vitória de Umaro Sissoco Emabló nas eleições presidenciais nesse país com 53,55% dos votos.

Tal como este diário digital havia anunciado, Umaro Sissoco Embaló é o vencedor da segunda volta das eleições presidenciais na Guiné-Bissau, ocorridas no domingo, 29 de Dezembro. A Comissão Eleitoral bissau-guineesnse confirmou esta manhã de quarta-feira, 1, a vitória de Embaló, que obteve 293 mil votos, enquanto Domingos Simões Pereira conseguiu 254 mil, num universo de 761 mil eleitores. 

Com esses números, Sissoco Embaló se elege com 53,55 por cento dos votos, ficando Domingos Simões Pereira com 46,45% dos votos. A taxa de abstenção é de 27,33%, ou seja, de 761 mil inscritos, 553 mil é que se dirigiram às urnas no domingo, 29 de Dezembro.

Na primeira volta, vale lembrar, Domingos Simões Pereira, do PAIGC, conseguiu a maior percentagem de votos, 40,13%, frutos dos 222 mil 870 votos a seu favor. O segundo candidato mais votado foi Umaro Sissoco Embaló, apoiado pelo Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15), que obteve 153 mil 530 votos, que lhe garantiram 27,65% das votações e a segunda posição no geral.

guiné

 

 



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # CREDIBILIDADE DO SM 02-01-2020 10:41
Comentários que negaram crer nas fontes do Santiago Magazine: os lamentos, as revoltas, a confiança e a confirmação. Ouvir o que não gostariamos de ouvir, não faz do relato uma mentira, se verdade o for, nem dele a verdade, se mentira o for; nem do seu relator verdadeiro ou mentiroso.

# Cristiano Tavares 31-12-2019 17:35
Caro Domingos Cardoso, lamento muito teres deixado o teu jornal publicar essas informações sem que elas tivessem vindo da CNE da Guiné Bissau. E se não forem verdadeiras? O jornal desacredita-se, perante f.news.
Responder
0# FIDEL CASTRO 31-12-2019 08:51
"Dados provisório chegados à redação de Santiago Magazine"? De quais fontes? Pelo que tinha sido estipulado, informações oficiais só apartir de quarta-feira.

Sinceramente, Santiago Magazine.
Responder
0# sabadiu 31-12-2019 07:09
pensem bem. Qualquer resultado deve ser acatado pelas partes e pelo povo para o bem da Guiné Bissau.
O povo já fez a sua parte que é de participar nas eleições sem quaisquer distúrbios.
Falta a CNE ser transparente e a partidária.
Responder
+1# Kulundjulu575 30-12-2019 17:54
Toma cuidado.... ouvi outra coisa.... sissoco estava falando em fraude e agora fala em Vitória......... cuidado....... ...
Responder
0# moisés pina 30-12-2019 17:20
O jornal na devia publicar este artigo, penso que a candidatura do Sissoco pretende arranjar confusão, já tinham falado na fraude e agora de como ganharam as eleições. Muito estranho. Esperemos para a divulgação dos resultados pelo CNE
Responder
+1# Martinho de Pina 30-12-2019 16:13
Lamento, não acredito nessa informação. Só vou acreditar nr nos resultados da instituição CNE da Guiné-Bissau que é entidade responsável pela divulgação de resultados final. Não vou no que a direitoria da campanha ou direcção de um ou outro candidato à presidência da República. Aguardo até o dia 01/01/2020 quarta-feira próximo de acordo com às informações da CNE da Guiné-Bissau. Devemos ter cuidado nas informações não credível, isso pode provocar convulsões nas esfera dos apoiantes de um ou outro partido que apoiam os candidatos. M.de Pina
Responder
-3# Lassana Landim 30-12-2019 18:10
Viva Sissoco! Viva a Guiné-Bissau livre dos corruptos! Vocês os cabo-verdianos que vão se preocupar com a vossa pátria. Da nossa decidimos nós!
Responder
0# José Silva 31-12-2019 03:22
Quem forneceu esses dados? Cuidado...
Responder
0# Lassana Landim 31-12-2019 18:12
Amanhã terás os dados oficiais e verás com os teus próprios olhos como o Umaro Sissoco Embaló venceu Domingos Simões Pereira por uma margem de cerca de 41 mil votos. Em Cabo Verde podem ter feito de tudo para o DSP vencer com uma maioria qualificada. Mas na GB é o povo quem decide. Viva GB!
Responder
0 # copyright 02-01-2020 08:45
Salaam Aleikum ou As-Salamu Alaikum ("Salamaleico") (do árabe السلام عليكم , Que a paz esteja sobre vós
Responder
+1 # Lassana Landim 01-01-2020 11:09
Viva a Guiné Bissau! Vamos vos enviar o DSP para apoiar o José Maria Neves nas derrotas de 2021!
Responder