Pub
Por: Isa Costa *

isa costa12

Há tempos deram-me conta de que as Forças Armadas tinham sido retiradas da localidade de Praia-Baixo, onde vinham prestando um importante serviço, dentre outros, no combate à apanha de areia nas praias e no combate ao narcotráfico no que diz respeito ao desembarque da droga.

Mal tomei conhecimento deste facto acionei o governo, tendo dado conhecimento ao Sr. Primeiro-ministro e ao Sr. Ministro da Defesa do grande risco do regresso da prática do passado de apanha desenfreada da areia nas praias de Praia-Baixo durante a noite. Poucos dias passados o meu temor e preocupação dos populares da Praia-Baixo começaram a ser confirmadas.

São consabidas as consequências ambientais nefastas da extração da areia nas faixas costeiras e nos leitos das ribeiras com impacto inevitável na agricultura e no turismo. Já tivemos no passado recente experiências de má memória em Santa Cruz e Calheta de São Miguel, com danos incalculáveis no sector da agricultura.

Por isso, solicitei a reposição do destacamento militar para que a normalidade fosse também reposta, salvaguardando, deste modo as belas praias da linda orla marítima de Praia-Baixo. Foi com muita satisfação que recebi o pronto e firme compromisso por parte do Sr. Ministro da Defesa, Luís Filipe Tavares, de que esta justa reivindicação seria atendida, tendo em conta o que estava em causa.

Ontem, não coube em mim de contente, quando tomei conhecimento do cumprimento do compromisso assumido pelo Sr. Ministro da Defesa, o que aproveito para agradecer em nome da população de Praia-Baixo.

Na qualidade de Deputada da Nação fico muito satisfeita por poder ser veículo das preocupações dos populares do meu Concelho e por ter um governo sempre aberto à analisar os problemas e pronto para acolher as soluções propostas quando fazem sentido. É desta forma, juntando sinergias, remando no mesmo sentido, com sentido de responsabilidade e com cada um desempenhando o seu papel com eficiência e eficácia é que faremos o nosso país ser aquilo que almejamos no presente e para as gerações futuras.

Vou continuar a fazer este meu trabalho com a sapiência que Deus me deu, sempre com a mesma humildade e espírito de missão e sobretudo com a forte motivação e determinação de servir São Domingos em particular e Cabo Verde em geral.

Contudo, estou ciente que na vida existem sempre os cucos que não trabalham para fazer os seus ninhos e não se fazem de rogados, depositando os seus ovos nos ninhos dos outros. Mas nada que me aflija. Pois, eu não sou deputada, mas sim estou deputada, e enquanto desempenhar esta função ignorarei a deselegância dos cucos e farei o meu trabalho com infindável abnegação por São Domingos e as suas gentes, pois estes estão e estarão sempre em primeiro lugar.

* Deputada Nacional do MD por Santiago Sul

 



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Miguel Lopes Soares 22-09-2017 22:24
É um orgulho ter uma prima assim, mas a minha honra não é apenas porque és minha família. A minha honra é por seres minha família, mas essencialmente porque és a pessoa que és: determinada, humilde e amiga dos mais necessitados e uma lutadora pelos alto valores,
Responder
0 # Julio Pina Rodrigues 22-09-2017 14:06
Esta sim pode ser chamada com propriedade de De[censurado]da. Boa!
Responder
+2 # Emanuel Mendonça 22-09-2017 12:04
Muito Bem falado!fizeste bom trabalho o presidente posta foto de que ele é quem resolveu o problema.Ele é o Cucu
Responder
+2 # José António Martins 22-09-2017 11:00
Assim é que se faz alguém que o povo confiou legitimidade para lhe representar. Sou de Santa CCruz e tenho ainda na memória a beleza de praia de Areia Grande do tempo em que as dunas faziam-nos as delícias. Ora, desde finais dos anos oitenta, as lembranças tristes, por causa das apanhas de areia, que deixou as nossas culturas áridas, vem-me perseguindo. O nosso mar merece protecção, custo que custar, doa a quem doer. Continues sempre presente, Senhora De[censurado]da!
Responder