Pub

recalda grogue

Inspecção Geral das Actividades Económicas (IGAE) desmantelou esta terça-feira, 11, na Praia, uma unidade ilegal de produção de aguardente. Os proprietários podem ser condenados a multa até 3 mil contos.

Numa publicação feita na sua página na internet, a IGAE revela que "no âmbito das acções de fiscalização conjuntas com a PN e Câmaras Municipais, em curso e que engloba todos os Município produtores do grogue, hoje na cidade da Praia, foi desmantelada, na zona de Achada Limpo, uma unidade ilegal de produção de aguardente (comercializado como grogue) e que atenta contra a saúde pública".

A nota da IGAE adianta ainda que no local encontraram cerca de 5000 litros de solução de açúcar, racalda e água em fermentação, pronta para ser levada ao lambique para a produção de aguardente. "Todo o volume foi destruído, incorrendo os seus responsáveis a uma penalização que poderá atingir os 3 000 000 $00 (três milhões de escudos)", sublinha a IGAE.

A polícia das actividades económicas informa ainda que "nas acções de fiscalização conjunta com a PN e Câmaras Municipais, que até este momento já apreendeu e destruiu 7 800 litros de solução de açúcar, racalda, água em Ribeira Grande de Santiago e 5600 litros na ilha de Santo Antão, devido a contaminação".



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Kulundjulu575 12-02-2020 00:21
Na cidade velha tem um alambique espe cvial di Manel di Puna. La ninguem chega...
Responder
0 # Pina 11-02-2020 19:34
E o alambique ilegal do Presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago quando será desmantelado e autuado?
Responder