Pub

 FEFreire

Fernando Elísio Freire presidiu esta terça-feira, 4, em representação do Governo de Cabo Verde, à apresentação da revisão da política de investimentos do país, no âmbito da conferência da Organização das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), que acontece em Genebra, Suíça.

Esta sessão de alto nível contou com a participação de representantes do governo e do sector privado dos países membros da UNCTAD (França, Japão, Portugal, Arábia Saudita, Espanha e Reino Unido), Banco Europeu de Investimento, parceiros de desenvolvimento e representantes da sociedade.

Por sua vez, o Ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros e Ministro do Desporto fez-se acompanhar de uma delegação que integra, entre outros, a Presidente da Cabo Verde TradeInvest e o Assessor Especial do Primeiro Ministro.

Além de declarações de políticas de altos funcionários do governo e de uma apresentação do secretariado da UNCTAD, as delegações e representantes do setor privado tiveram oportunidade de comentar o relatório, que, antes, foi discutido num workshop na cidade de Santa Maria, em Cabo Verde.

As Revisões de Política de Investimento da UNCTAD (IPRs) pretendem ajudar os países a melhorar suas políticas de investimento com o objectivo de alcançar os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável e familiarizar os governos e o setor privado internacional com o ambiente de investimento.

Trata-se de um instrumento que, para além de analisar o arcabouço legal e regulatório para investimento, também contém uma análise estratégica sobre como utilizar melhor o investimento estrangeiro directo no sector de turismo como uma alavanca para o desenvolvimento sustentável.

No caso de Cabo Verde, a revisão foi iniciada a pedido do Governo e contempla as seguintes actividades, mediante proposta do país: Empreendedorismo, Ligação de negócios, facilitação de negócios, Acordos internacionais de investimentos e Promoção de Investimento.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar