Pub

Jorge Santos visita PR

O presidente da Assembleia Nacional disse esta terça-feira, 5, que Cabo Verde é um país seguro e que o Governo está a tomar medidas para controlar essa onda de assassinatos que, a seu ver, “não põe em causa a segurança” no arquipélago. Santos apresenta assim uma interpretação diferente da do PR, que admite "indícios de alguma insegurança" no país.

Jorge Santos falava aos jornalistas, à saída de um encontro que manteve com o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, onde esteve sobre a mesa tema de interesses nacionais e internacionais e as últimas noticias sobre a segurança em Cabo Verde.

“Cabo Verde está tendo nesses dias um pique em termos de situações trágicas com assassinatos, sendo que um caso já esta explicado e mais três por desvendar e estou em querer que as instituições, sejam a Polícia Judiciária e Polícia Nacional estão no alcance das investigações”, afirmou o presidente da NA, que disse que esses casos não justificam essa tendência de classificar Cabo Verde como um país inseguro.

Para Jorge Santos, Cabo Verde é um país seguro, previsível que respeita as instituições e é preciso também que se foque nesses aspectos positivos e não se generalize em situação da insegurança a nível nacional.

“Nesse momento as instituições policiais e o próprio Governo estão a tomar as medidas necessárias para reforçar as medidas para o controlo da situação e para que de facto esse pico e esse mau momento seja ultrapassado”, constatou.

Questionado ainda sobre um artigo do jornal inglês Telegraph, que refere Cabo Verde como um dos maiores corredores de droga entre a América Latina e a Europa e que o país está em risco de se transformar num narco Estado, Jorge Santos disse tratar-se de “fake news”.

O presidente da AN avançou que o encontro serviu também para convidar o chefe de Estado para o 41º Fórum Mundial dos Parlamentares para a Acção Global, que irá acontecer em Cabo Verde de 21 a 22 deste mês e que contará com a presença de 180 convidados entre os quais presidentes da assembleia nacionais do Senegal, Costa do Marfim, Suécia, Ucrânia, entre outros países.

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, tem entretanto diferehnte da de Jorge Santos. Esta terça-feira, Jorge Carlos Fonseca pediu um reforço na resposta das Forças Armadas e da Polícia Nacional ao combate à delinquência urbana e ao crime organizado, admitindo “indícios de alguma insegurança” no país.

SM/Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

+5 # Maria Silva 06-11-2019 17:21
Agora já virou chefe da polícia? Porquê tem que dar opinião sobre tudo? Porque não fica calado quando não tem nada de útil para acrescentar?
Responder
+4 # MPD ferrenho 06-11-2019 13:34
Desmentem a imprensa estrangeira mas nao desmentem a embaixada dos Estado Unidos.O povo anda a ver a inseguransa deste governo. a dependencia e complexo de inferioridade deste governo esta claro e a olho nu. Que se atrevem a desmentir a embaixada dos Estados Unidos para verem o que vai acontecer-lhes. Cambadas de miseraveis e traidores do povo e do seu voto. ami nka ta voto na MPD mas. So incompetentes e mamadores.
Responder