Pub

iceberg

A plataforma de gelo Amery, localizada na na Antártica, acaba de produzir seu maior iceberg em mais de 50 anos. O bloco de gelo que se libertou tem o dobro do tamhano da ilha de Santiago e move-se em direcção ao ocidente.

A Amery não produzia um iceberg tão grande desde a década de 1960, ou seja há 50 anos. O bloco que se desprendeu, baptizado de D28, tem uma área de 1.636 km² — quase o dobro do tamanho da ilha de Santiago, que tem uma área de 991 km2 e pouco menos de mnetade de Cabo Verde que possui 4033 km2 de área — e pesa 315 bilhões de toneladas . Assim que começa a se deslocar, um iceberg desse tamanho passa a ser monitorado e rasteado, já que no futuro pode se tornar um risco para o transporte marítimo.

A Amery é a terceira maior plataforma de gelo da Antártica e um importante canal de escoamento para o leste do continente.
E, ao contrário do que possa pensar, este acontecimento nada tem a ver com o aquecimento global. A plataforma é a extensão flutuante de várias geleiras que fluem na direcção do mar.

Segundo especialistas, perder icebergs para o oceano é a maneira como essas correntes de gelo mantêm o equilíbrio diante dos acúmulos de mais neve. Aliás, os cientistas já previam esse acontecimento. O interessante é que boa parte da atenção sobre a área foi focada no lado contrário do que se separou.

Este segmento da Amery ficou conhecido como Dente de Leite, devido à sua semelhança (em imagens de satélite) com a dentição de uma criança. Ambas as áreas de gelo tinham o mesmo sistema de fendas. Mas, embora pendente, o Dente de Leite ainda continua preso. O D28 é que foi "extraído".

"É um molar quando comparado a um dente de leite", disse à BBC a professora Helen Fricker, da Scripps Institution of Oceanography.
Fricker havia previsto em 2002 que esse 'dente' cairia se descolaria em algum momento entre 2010 e 2015. A pesquisadora do Scripps enfatizou que não havia ligação entre este evento e as mudanças climáticas.

Dados de satélite capturados desde a década de 1990 mostraram que a Amery está em equilíbrio com o ambiente, apesar de sofrer forte derretimento da superfície durante o verão.

"Embora haja muito com o que se preocupar na Antártica, ainda não há motivo de alarde em relação a essa plataforma de gelo em particular", acrescentou a professora Fricker. Entretanto, a Divisão Australiana da Antártida vai observar a Amery de perto para ver como ela reage. Os cientistas da divisão têm instrumentos na região.

Calcula-se que o D28 tenha cerca de 210 metros de espessura e cerca de 315 bilhões de toneladas de gelo.
O nome vem de um sistema de classificação administrado pelo Centro Nacional de Neve e Gelo dos Estados Unidos, que divide a Antártida em quadrantes.

O quadrante D cobre as longitudes de 90 graus Leste a zero grau, o Meridiano de Greenwich. O tamanho do D28 é ofuscado pelo poderoso iceberg A68, que rompeu com a plataforma de gelo Larsen C em 2017. Atualmente, ele cobre uma área três vezes maior.

As correntes e ventos costeiros levarão o D28 para o ocidente. É provável que demore vários anos para que se desmanche e derreta completamente.

Com BBC



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Txibisku 12-10-2019 17:21
Nu bá buska e nu rasta pa CV. Ta trazi txuba!!!
Responder