Pub

cabo verde airlines 1

A Cabo Verde Airlines realiza, a partir de 9 de Dezembro, o voo inaugural Sal/Luanda, permitindo assim a companhia de bandeira nacional reforçar a sua presença no mercado africano. Isto acontece depois de a TAAG ter desistido desta linha por ser deficitária, tendo Cabo Verde rejeitado subsidiar a empresa angolana para trazer e levar cabo-verdianos a esse lado do continente.

Num comunicado enviado à imprensa, a transportadora aérea cabo-verdiana explica que o voo inaugural com partida a partir da ilha do Sal está marcado para as 22:35 locais, e chegada a Luanda às 06:00 locais já no dia 10 de Dezembro.

A TACV avança ainda que a rota irá servir a capital angolana duas vezes por semana, às segundas e sextas-feiras com partida da ilha do Sal e quartas-feiras e domingos a partir de Luanda.

“A primeira ligação Luanda/Sal está prevista para as 01:00 do dia 11 de Dezembro, com partida do Aeroporto Internacional 04 de Fevereiro, em Luanda, e com aterragem na ilha do Sal às 06:35 locais”, lê-se na nota.

Segundo a transportadora, todos os voos terão ligação à ilha do Sal, e poderão fazer conexões à Europa (Lisboa/Paris/Milão/Roma), Estados Unidos da América (Washington) e Brasil (Fortaleza/Recife/Salvador e Porto Alegre) com ligações disponíveis para Dakar, Senegal.

Com esta nova rota, que vai ligar Cabo Verde e Angola, a Cabo Verde Airlines quer reforçar a sua a presença no mercado africano como parte da estratégia da companhia em fazer da ilha do Sal o hub Atlântico.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Maria Silva 04-08-2019 10:23
Quando é que percebem que fazer Luanda-Praia é que é uma ligação economicamente viável! Até lá é gastar dinheiro!
Responder