Jovens das aldeias SOS de São Vicente vão ser capacitados pelo ICIEG
Sociedade

Jovens das aldeias SOS de São Vicente vão ser capacitados pelo ICIEG

O Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género quer um combate sem tréguas contra "masculinidades tóxicas" como estratégia adequada de combate à violência baseada no género em Cabo Verde.

Ao todo, 25 beneficiários, inclusive pais de crianças de e na rua acolhidos pelas aldeias SOS, vão estar juntos no intuito de quebrar o ciclo de paternidades não assumidas e construir uma sociedade onde a paternidade e maternidade corresponsáveis passem a ser vistas como uma obrigação com impacto na vida das crianças e da própria família.

Uma equipa do ICIEG que se encontra no Midelo, encabeçada pela presidente do ICIEG, Rosana Almeida, terá ainda encontros estratégicos com diferentes parceiros que atuam em prol da igualdade. Destaca-se uma assinatura de um protocolo com a Enapor, que decidiu apoiar a instituição na proteção das vítimas VBG, e recebendo formação para os quadros da empresa.

Ainda no Mindelo , o ICIEG fará a entrega de equipamentos informáticos aos técnicos dos Centros de atendimento ás vítimas de São Vicente e Santo Antão, para além de manter encontros com a Policia Nacional e com a Associação 'Akredita na Bo', que trabalha com mulheres em situação de risco e que apresentam grande índice de vulnerabilidades.

A abertura da capacitação para os beneficiários do Centro Social das Aldeias SOS terá a presença da Presidente do ICIEG, Rosana Almeida.

Partilhe esta notícia

Comentar

Inicie sessão ou registe-se para comentar.

Comentários

  • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!