• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Santo Antão. PAICV expressa decepção com visita do primeiro-ministro e clama por acções concretas na ilha
Política

Santo Antão. PAICV expressa decepção com visita do primeiro-ministro e clama por acções concretas na ilha

A presidente da Comissão Política Regional do PAICV em Santo Antão, Elisa Pinheiro, expressou decepção com a recente visita de Ulisses à ilha e manifestou preocupações sobre os desafios enfrentados pela ilha e a falta de respostas concretas por parte dos governantes actuais.

"O PAICV em Santo Antão, muito preocupado com os enormes desafios que a ilha tem pela frente e que não têm merecido respostas concretas por parte dos actuais governantes, convocou esta conferência de imprensa para juntar a sua voz às dos Santantonenses por forma a exprimir a grande decepção que foi a última visita do Primeiro-Ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, à Santo Antão, onde trouxe mais do mesmo", afirmou Pinheiro.

A líder do PAICV reconheceu o potencial inexplorado de Santo Antão, com suas "lindas paisagens e recursos naturais, clima atractivo, fauna e flora", para o turismo de natureza e parabenizou a realização da Primeira Conferência Internacional sobre o Turismo de Natureza na ilha e expressou esperanças de que o evento possa trazer benefícios económicos à população local.

No entanto, Elisa Pinheiro enfatizou que "só conversa não basta" e apontou a necessidade urgente de medidas concretas, incluindo melhorias nas infra-estruturas, estradas, hotéis, transportes, saúde e capacitação da população. Ela questionou a falta de acção após a chegada do Primeiro-Ministro à ilha, chamando-a de "uma autêntica decepção".

"Afinal, o Primeiro-Ministro e comitiva vieram fazer turismo em Santo Antão. Vimos o Primeiro-Ministro a cumprir um roteiro turístico e a confirmar a beleza profunda da nossa ilha. E a única ideia que ocorreu ao Senhor Primeiro-Ministro, é que esse era o roteiro que devia ser feito pela maioria dos Cabo-Verdianos", lamentou Pinheiro.

Elisa Pinheiro também destacou os desafios enfrentados pelos cabo-verdianos em relação aos transportes interilhas, tanto aéreos quanto marítimos, e criticou o aumento dos preços de transporte de mercadorias por via marítima durante a visita do Primeiro-Ministro.A responsável partidária regional questionou ainda a falta de progresso em relação à promessa de um aeroporto para Santo Antão e o estado do Projecto da 2ª Fase da Expansão do Porto do Porto Novo.

"O senhor Primeiro-Ministro veio a Santo Antão com uma mão cheia de nada e a outra cheia de coisa nenhuma", continuou.

"Basta de promessas para continuar a enganar as pessoas! Os santantonenses já estão muito cansados por não verem os compromissos assumidos a concretizarem-se”, concluiu, enfatizando a necessidade de acções concretas para impulsionar o desenvolvimento da ilha, que segundo ela, mergulhou na estagnação nos últimos sete anos.

Partilhe esta notícia

Comentar

Inicie sessão ou registe-se para comentar.

Comentários

  • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!