Pub

José Alves Fernandes

O edil santa-catarinense, José Alves Fernandes, afirmou em entrevista à Inforpress que o município tem em curso “obras estruturantes” quer nos bairros da cidade de Assomada como em outras localidades de Santa Catarina.

“Temos um concelho em obras, porque temos uma relação de excelência com o Governo e estamos a cumprir aquilo que prometemos aos santa-catarinenses. Neste momento, temos obras estruturantes em curso e em carteira que vão arrancar nos próximos tempos”, afirmou o autarca.

Para sustentar a sua afirmação, apontou algumas obras que se encontram na fase final e que vão ser inauguradas “brevemente”, mormente o jardim de João Bernardo, placa desportiva de Palha Carga, estrada de Monte Anique que desencrava a localidade de Mato Sanches, orla marítima e delegação municipal de Ribeira da Barca e Balcão Único de Assomada (nos Paços do Concelho).

José Alves Fernandes enalteceu ainda o facto de o município ter conseguido trazer de volta a delegação das Alfândegas (já inaugurada) e que encontra-se na fase de instalação de equipamentos, prevendo a sua entrada efectiva em funcionamento “para breve” e ainda a delegação da Polícia Judiciária que vai entrar em funcionamento ainda no decurso deste mês.

A nível do desencravamento, destacou as obras na estrada nacional Boa Entradinha/Gil Bispo e as na estrada que liga as localidades de Palha Carga, Chã de Lagoa e Entre Picos de Reda, uma obra que, apesar da “contestação” dos populares que pedem asfalto, em vez de calçada de pedra, segundo o edil, está a “ganhar o ritmo”, e ainda a obra na via do povoado em Pinha dos Engenhos.

No que tange ao desencravamento, o autarca fez saber que está em fase de finalização de concurso a estrada que dá acesso à Tabugal, Charco e Achada Leite através de Tomba Touro.

Na ocasião, avançou que as obras no Terminal de Passageiros já foram retomadas e que dentro de 60 dias estarão prontas para o seu funcionamento. De momento, segundo informações avançadas, está-se na fase de construção do edifício para acomodar as equipas da câmara e da Polícia Nacional, espaço para os condutores e para os utentes, um parque infantil e área verde.

Acrescentou ainda, que se encontra em fase avançada a requalificação do polivalente de Achada Lém que contempla a requalificação da parte exterior com uma praça e parque infantil.

Reabilitação do monumento Revolta de Ribeirão Manuel (Ribeirão Manuel), parque de Boa Entrada (Boa Entrada), calcetamento de Nhagar e Achada Riba, são outras obras em curso nesse município do interior de Santiago.

Por outro lado, informou que em fase de arranque está a requalificação do bairro de Cumbém, e em fase de concurso a requalificação de outros bairros da cidade de Assomada.

Relativamente aos concursos, o edil santa-catarinense lembrou que já foi lançado o concurso para requalificação da orla marítima de Rincão e projecto de requalificação de Lém Vieira (Assomada).

José Alves Fernandes destacou ainda o investimento de 109 mil contos para a eletrificação da localidade dos Engenhos (Trabessa Baixo, Polião, Mato Gêgê, Librão e João Bernardo).

“Tudo isso nos deixa satisfeito, porque estas são as obras que os santa-catarinenses estavam a aguardar há muito tempo”, congratulou-se.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar