Pub

angelo vaz

O presidente da Câmara Municipal de São Salvador do Mundo, Ângelo Vaz, disse sexta-feira, que em parceria com o Governo que este município do interior de Santiago tem registado “ganhos inquestionáveis” em todos os sectores da governação.

Esta posição foi manifestada durante a sessão solene da Assembleia Municipal, em comemoração dos 14 anos da criação do município de São Salvador do Mundo separada em 2005 como uma freguesia do concelho de Santa Catarina, que foi presidida pela ministra da Educação e ministra da Família e Inclusão Social, Maritza Rosabal.

Na ocasião, Ângelo Vaz aproveitou para apresentar os resultados dos dois anos e nove meses e 28 dias da sua governação, que a seu ver, traduzem-se em “ganhos inquestionáveis”, do qual “grande maioria se regozija”.

Em jeito de balanço da sua governação, elencou ganhos no desencravamento das localidades habitação social, empreendedorismo, desporto e a cultura (conferências e lançamentos de livros), dinamização da economia local, a questão do género e acesso à água e entre outros, que conforme lembrou foram eleitos como “bandeiras da sua governação”.

No que tange ao desencravamento, afirmou que foram “desencravadas completamente” cinco zonas, visando garantir mobilidades as pessoas, a bens e serviços, com impacto directo na vida de milhares de pessoas, que enfrentaram “situações caóticas e que hoje felizmente essas dificuldades fazem parte do passado”.

Na habitação, informou que com “orçamento exclusivo” da edilidade que foram construídas três casas de raiz de famílias carenciadas e que apoiaram centenas de famílias na reabilitação das suas moradias.

Ainda no concernente à habitação, fez saber que em parceria com o Governo, neste momento estão a substituir tectos e construir casas de banho a 63 famílias, sendo que algumas já estão concluídas, tendo lembrado que já lançaram concurso para mais 33 casas, cujas obras vão arrancar em final de Agosto.

A nível da dinamização da economia, disse que o executivo camarário é o “principal parceiro” do tecido empresarial local, visando criar postos de trabalho para jovens e chefes de famílias para que juntos possam “debelar e combater o desemprego”.

No concernente ao empreendedorismo jovem, Ângelo Vaz informou que em parceria com o IEFP já formaram mais de duas dezenas de jovens com ideias de negócios, que foram, igualmente, apoiados com ‘kits’, estando hoje no mercado de trabalho e que alguns têm tido sucesso.

No que tange ao acesso à água, se em 2016 encontravam na “cauda” a nível nacional e da ilha de Santiago em que apenas 24 por cento (%) da população tinha acesso à água via rede pública, hoje, segundo disse, através da cooperação descentralizada já atingiram 100% de ligação domiciliária na zona da Faveta, cuja população outrora consumia água imprópria da barragem.

Neste momento, avançou que estão “muito perto” de atingir os 100% de ligação domiciliária na zona de Jelalo Ramos, e que faltam “apenas 10 casas” para atingirem os 100% em Mato Limão.

Ângelo Vaz, que declarou 2019 como ano dedicado ao desporto, informou que para além dos apoios aos atletas e aos clubes e da construção da placa desportiva de Leitão Grande (obras em curso) que “brevemente” vão arrancar com a construção de mais uma em Leitãozinho, e que dentro de dias vão dar início ao arrelvamento do campo de Achada Leitão.

Do rol das realizações, realçou ainda a electrificação de Burbur, abertura de dois troços de estradas nas zonas de Mato Dentro, e abertura de três ramais de descida em Achada Igreja.

“Sem demagogia e populismo este Governo vem implementando as medidas que se impõem e vem cumprindo as promessas”, afirmou a ministra da Educação, Maritza Rosabal.

No caso particular de São Salvador do Mundo, salientou que os “ganhos são evidentes” em vários sectores da governação, sobretudo nas acessibilidades.

A propósito, lembrou que os investimentos que estão sendo feitos pelo Governo são para melhorar a mobilidade, mas também capitalizar investimentos na educação, saúde e entre outros sectores.

Por seu lado, os eleitos municipais Gil Vaz (Movimento para Democracia, poder), e José Lopes (Partido Africano da Independência de Cabo Verde, oposição) são de opinião que a criação do município “valeu a pena”, mas divergem quanto ao seu desenvolvimento.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar