Pub
Por: Samilo Moreira

 

 

Quadro 0 Samilo

Diz o provérbio popular que pela boca morre o peixe, e os homens pela língua. Na apresentação do Estado da Nação, o Governo apresentou uma revista intitulada: “Estamos a construir um País melhor. Três anos de Governação (2016-2019), onde apresentava os resultados até 2015 como sendo do PAICV e, a partir de 2016 como sendo do MpD. Se os dados são positivos, em 2016 são do Governo atual. Se os dados são negativos, é do Governo anterior (PAICV).

Mas, segundo o Primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva, no Parlamento do dia 27 de Novembro de 2019[i] (vide o vídeo no link abaixo), “2015 de facto a taxa de desemprego era 12,4%. Aumentou para 15% em 2016. E sabe quando este Governo começou de facto a Governar? O nosso orçamento foi aprovado em Julho de 2016.Entrou em vigor em Agosto de 2016. Os instrumentos para mudar a situação, não estavam ainda criadas. Este número aqui é tributário da governação do PAICV.”

Por outras palavras, até o final do ano de 2016, todos os resultados pertencem ao PAICV. Isto significa que toda a retórica e dados apresentados pelo MpD, têm que ser revistos. Analisando o relatório sobre o estado da nação (2 anos e 4 meses e, não três anos, então), podemos concluir que este Governo, usa os dados conforme a conveniência.[ii]

Quadro1 Samilo

 Quadro 2 Samilo

O PIB a partir de 2016 teve um crescimento de + 3,7 p.p. Isto significa que não é mérito do MpD a retoma económica.

Quadro 3 Samilo

Em 2016, o aumento de 6,7% na Produção Industrial deve-se ao MpD ou ao PAICV?

Quadro 4 Samilo

Quadro 5 Samilo

O que podemos deduzir é que até ao fim da Legislatura, há fortes possibilidades de não haver reformas ou resultados positivos conseguidos por este governo. As evidências até agora não são boas para os Cabo-verdianos.

 

[i] https://www.facebook.com/juliao.correiavarela/videos/3055028411179905/

[ii] https://www.flipsnack.com/governodecaboverde/cv3anos/full-view.html?fbclid=IwAR3um3qSYuOeBbbh6cttrCSR8lzqxcoC9xszXxMWji47kYjs1RWMV5Zp9Ys



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # cristiano tavares 03-12-2019 13:53
Que mentira disse o Samilo Moreira? Nenhuma.
Responder
0 # NATALINO ANDRADE 03-12-2019 09:31
Não se canse de debruçar sobre assunto do seu e interesse público para apresentação nos meios de comunicação. Cabe a cada um tirar suas ilações ou fazer o contraditório. O olhar de um jovem deve ser lido com prudência e não desprezo conforme a maioria dos comentários infra.
Responder
-5 # John Miller 02-12-2019 11:29
Olha só quem voltou! A tal marioneta dos números, rapazinho sabichão da JHA!
Responder
-5 # José Roberto 02-12-2019 09:56
Exemplo de lixeira intelectual. Este rapazote acusa o governo de mentir, e, curiosamente, usa dados do governo para desmentir a tese que ele próprio criou. Dá pra entender? Contradição do contrário!
Responder
-7 # José Roberto 02-12-2019 09:56
Exemplo de lixeira intelectual. Este rapazote acusa o governo de mentir, e, curiosamente, usa dados do governo para desmentir a tese que ele próprio criou. Dá pra entender? Contradição do contrário!
Responder
-5 # Júlio Mattos 02-12-2019 06:47
Paxenxa pa bo rapaz.
Responder