• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
A Crise existencial
Colunista

A Crise existencial

Alguns estudiosos da ciência psiquiátrica e da psicologia revelam que a situação e o caminho que a humanidade atravessa não é nada esperançoso. A OMS não deixa de alertar o mundo contra o perigo das doenças psíquicas. Síndrome do pânico, esquizofrenia, transtorno bipolar dentre outras.

Nunca a humanidade se revelou tão vazia como hoje. A crise existencial não deixa de ser uma realidade presente na vida comportamental de muitos actualmente. Vários suicídios tem acontecido nos últimos anos, até atingindo camada infantil, algo que nos preocupa e certamente tem também causado inquietação na mente do governo, ministério da saúde e sociedade civil.

O vazio que perpassa pela alma, o desanimo constante e a tristeza permanentes são sinais da crise existencial. A falta de prazer pela vida, o isolamento, a ausência de iniciativa pro-activa, acompanham também a patologia que vem ceifando a vida de muitos.

Diante do quadro negro que temos resta-nos acordar para a vida, levantarmos com coragem e encarar os desafios do quotidiano. Nunca deixar de acreditar numa força maior, fazer boa gestão de conflitos pessoais, nunca nos entregar aos dilemas, mas viver com determinação. Teólogo e psicanalista, Caio Fabio, fala-nos de Anedonia o desprazer pela vida. Segundo este estudioso, temos que dar o grito de socorro e olhar para a nossa realidade e nunca parar de viver.

Partilhe esta notícia

SOBRE O AUTOR

Lino Magno

    Comentar

    Inicie sessão ou registe-se para comentar.

    Comentários

    • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!