• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Um olhar sobre Santo Antão
Ponto de Vista

Um olhar sobre Santo Antão

É uma TRISTEZA assistir a desertificação de SANTO ANTÃO, enquanto outras ilhas aumentam a sua população com gente desta ilha! É uma PENA ver SANTO ANTÃO a decair cada dia no ranking de desenvolvimento, testemunhar o aumento da POBREZA na ilha, ter a noção do alastramento da IGNORÂNCIA na ilha porque não há uma BIBLIOTECA digna desse nome em nenhum concelho. É REVOLTANTE assistir a falta de mão-de-obra, principalmente para a agricultura, por causa do DESPOVOAMENTO e também do CONSUMO EXAGERADO DO ÁLCOOL.

O que dizer sobre Santo Antão quando se contempla o cenário das suas paisagens?

MARAVILHOSO! MAGNÍFICO! MAJESTOSO! IMPONENTE! BELÍSSIMO! ENCANTADOR!

Sim, são essas as palavras que saem quando se está perante um cenário tão belo.

SANTO ANTÃO é a ilha mais bela de Cabo Verde, e uma das mais belas do Mundo. Uma jóia rara que infelizmente é desprezada, acantonada, marginalizada pelos governos que teimosamente não fazem grandes investimentos para o seu desenvolvimento nos domínios da agricultura, turismo de natureza, indústria cimenteira com a pozolana, agro-negócio, pesca, artesanato, águas minero-medicinais, etc.

Por isso SANTO ANTÃO está a perder, de forma vertiginosa, a sua população e a ficar cada vez mais no fundo da tabela do desenvolvimento. É um CRIME o que os governantes têm cometido pela inacção, pelas promessas mentirosas, pelo desprezo e pela marginalização da ilha de SANTO ANTÃO.

Onde estão os "deputados da nação" (???!!!) desta ilha? Onde param os ministros oriundos desta ilha? Onde estão os valiosos quadros, técnicos, escritores, poetas, compositores, intérpretes desta ilha? CARAMBA, por quê tanta gente com MEDO, com RECEIO, cheia de TREMORES e TEMORES, de escrever, gritar, berrar, reivindicar, REVOLTAR contra esta situação calamitosa que foi votada a ilha de SANTO ANTÃO???

·         Faltam estradas de penetração (Caibros, Figueiral de Ribeira Grande, João Afonso, Ribeira Fria, Ribeira dos Bodes...) para retirar as pessoas do isolamento secular de que são vítimas, enquanto que em Santiago há estradas asfaltadas por todo o lado.

·         Faltam barragens para reter os milhões de milhões de toneladas (ou metros cúbicos, como queiram) das águas das ribeiras que ainda estão a correr para o mar, enquanto na ilha de Santiago há SETE barragens.

·         Falta o AEROPORTO que em todas as campanhas eleitorais é prometido e nunca é construído (uma COLOSSAL MENTIRA dos políticos).

·          Falta a segunda fase da expansão e modernização do PORTO DO PORTO NOVO, outra promessa não cumprida e por isso MAIS UMA MENTIRA dos políticos.

·          Falta a asfaltagem do principal EIXO RODOVIÁRIO DE SANTO ANTÃO (Ponta do Sol/Ribeira Grande/Paúl/Janela/Porto Novo), que liga os quatro centros urbanos ao porto, enquanto em Santiago há estradas e estradinhas asfaltadas para aldeias como Rincão, São Tomé, Porto Mosquito, Figueira das Naus, Ribeira Prata entre outras localidades de menor importância que as sedes dos concelhos de SANTO ANTÃO.

É uma TRISTEZA assistir a desertificação de SANTO ANTÃO, enquanto outras ilhas aumentam a sua população com gente desta ilha! É uma PENA ver SANTO ANTÃO a decair cada dia no ranking de desenvolvimento, testemunhar o aumento da POBREZA na ilha, ter a noção do alastramento da IGNORÂNCIA na ilha porque não há uma BIBLIOTECA digna desse nome em nenhum concelho.

É REVOLTANTE assistir a falta de mão-de-obra, principalmente para a agricultura, por causa do DESPOVOAMENTO e também do CONSUMO EXAGERADO DO ÁLCOOL.

Sei que alguns não vão ficar satisfeitos com as minhas ideias divulgadas aqui, mas que retratam a REALIDADE da ilha de SANTO ANTÃO, e irão atirar-me muita areia para os olhos, mas jamais me irão impossibilitar de ver e difundir a VERDADE. E é por isso que tenho NOJO da política cabo-verdiana que está mais do que na falência, está mais perto do abismo. A política cabo-verdiana é um esgoto a céu aberto, um pântano onde só sobrevivem aqueles que somente defendem os seus partidos e os seus interesses pessoais, e a conduta dos sujeitos no Parlamento é a imagem inequívoca dessa podridão, onde pessoas adultas em "guerra" acesa por causa de opiniões pessoais se INSULTAM mutuamente.

A política cabo-verdiana, pelo menos, o que é discutida no Parlamento, praticamente, resume-se no INSULTO a quem tem opiniões contrárias só porque são contrárias e deixa de lado os grandes temas e preocupações como a Educação, a Saúde, o Desemprego, a Pobreza, a Seca, os Transportes, as Assimetrias Regionais, a Centralização Desmedida, a Segurança Nacional, porque não lhes convém esclarecer estes assuntos e fica-lhes melhor manterem as pessoas na IGNORÂNCIA e MANIPULAÇÃO.

E com este olhar sobre SANTO ANTÃO, que alguns vão repudiar (aqueles que só defendem o seu "drops"), mas que é a realidade nua e crua, que tenho a convicção inabalável de que o poder nunca foi do povo, mas sim do indivíduo, quando este aprende que precisa desligar-se do grupo.

Partilhe esta notícia