Pub
Por: Redacção

Oscar Santos CMP2

Quatro dias depois de sofrer um atentado a tiro, o presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, vai finalmente ser operado, esta sexta-feira, 2, ao braço direito para extracção da bala.

A cirurgia para a remoção do projéctil que lhe fracturou o úmero direito (região superior do osso do braço, colado ao ombro) será feita por uma equipa de especialistas do Hospital Agostinho Neto.

Segundo algumas fontes, aventou-se a hipótese de Santos poder ser em operado em Portugal, uma vez que a lesão é grave, havendo risco de deixar sérias sequelas ao autarca. Mas a ideia acabou sendo posta de lado, ficando apenas a possibilidade de tratamento no exterior se a operação não correr como desejado.

Aliás, foi por essa razão, que a cirurgia ao braço de Óscar Santos teve de aguardar quatro dias, uma vez que a equipa médica que o vai operar estava a avaliar os riscos e calculavam a melhor forma de retirar a bala alojada no seu osso (que se acredita de uma arma automática de alto calibre), sem prejudicar o braço.

O Presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, recorde-se, foi vítima de um atentado a tiro esta segunda-feira, 29 de Julho, em frente a um ginásio no Palmarejo, onde diariamente treina.

Esta tentativa para assassinar o presidente da Câmara Municipal da Praia aconteceu às 5h36 da manhã quando chegava sozinho na sua viatura ao local. Dois homens encapuzados o aguardavam nas imediações do ginásio, tendo um deles, mal o edil ter-se apeado, disparado a matar contra Óscar Santos, que caiu imediatamente no chão - o tiro acertou-lhe o braço direito - sendo logo socorrido por outras pesoas que frequentam esse ginásio, enquanto os atiradores se puseram em fuga.

Ao que consta, haverá um terceiro elemento do grupo que foi visto por uma câmara de vigilância instalada na casa do autarca, conforme noticiado por Santiago Magazine. Este teria como missão avisar os outros dois do momento em que Óscar Santos sairia de casa, na Fazenda, para se dirigir a Palmarejo.

As autoridades estão no terreno a recolher o máximo de informação possível que leve aos autores morais e materiais deste inédito atentado.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar