Pub

isa clemente

A deputada nacional Isa Costa, eleita pelo círculo eleitoral de Santiago Sul na lista do MpD, esteve esta sexta-feira, 9, em contacto com a população do concelho de São Domingos, a fim de se inteirar das preocupações dos agricultores e criadores de gado sobre o ano de azágua que tarda em dar sinais.

Isa Costa, filha do concelho de São Domingos, reuniu-se também com o Presidente da Câmara Municipal, Cleçente Garcia, com delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente e agricultores das localidades de Achada Baleia e Moia-Moia para melhor perceber que medidas serão necessárias para pôr cobro a um eventual mau ano agrícola.

“Estando, praticamente, a meio do mês de Agosto, e ainda não tendo chovido, os encontros tiveram como propósito inteirar das preocupações das mulheres e homens de São Domingos que se dedicam à agricultura e pecuária, compreender que planos existem por parte das instituições do Estado para fazer face às dificuldades na eventualidade de mais um ano de escassez de chuv”, afirma a deputada, para quem esses encontros “foram profícuos, de muita troca de informação e, sobretudo, serviram para colocar em perspetiva a construção das soluções necessárias”.   

Com o Delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente, adianta Isa Costa, “foram revisitados os projectos estruturantes que trarão um forte contributo para tornar o país mais resiliente à seca e menos dependente do capricho pluviométrico para que mesmo num quadro de pouca chuva se possa garantir a disponibilidade da água para a prática de agricultura a um preço competitivo e desta forma afiançar rendimento aos agricultores e respetivas famílias.”

Já no encontro com os agricultores, informa a deputada, “pôde-se presenciar o trabalho do serviço de extensão rural do Ministério da Agricultura que através de um ‘campo escola’ vem sensibilizando os agricultores para a utilização de produtos naturais no combate às pragas que atacam as culturas como alternativa a utilização de agroquímicos. Como era esperado a questão central que é a água veio à liça a propósito de uma experiência piloto de um projeto em fase de implementação para a instalação de uma unidade de dessalinização de água para agricultura que tem gerado muita expectativa junto dos agricultores”. 

Com o presidente da Câmara, a eleita nacional pelo circulo de Santiago Sul discutiu os projectos em curso no plano do programa da mitigação de um eventual mau ano de azágua, de modo a, sendo necessário, “criar emprego, facultar rendimento as pessoas e aproveitar a mão-de-obra local para realização de trabalhos úteis para o concelho”.  

“Não obstante a centralidade dada à agricultura nos diversos encontros, com o Edil de São Domingos aproveitou-se a oportunidade para se falar sobre obras em curso no concelho, designadamente do Centro Multi-uso em Mato Afonso, requalificação da localidade de Cancelo e reabilitação de casas em seguimento um pouco por todo o concelho e outras estruturantes que ficou o compromisso de conjuntamente continuarmos a lutar para que aconteçam a breve trecho, tendo em conta a relevância das mesmas para o desenvolvimento de São Domingos, nomeadamente a requalificação da orla marítima de Praia-baixo e a asfaltagem da estrada variante Nazaré/Praia-baixo”, frisa Isa Costa. E conclui. “Na qualidade de deputada da Nação reafirmo o meu compromisso com São Domingos e a minha total disponibilidade e engajamento para ajudar a Câmara Municipal mobilizar os recursos necessários para levar avante os seus projectos, em particular os referentes ao programa de mitigação dos efeitos da seca”.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Arminfo Fonseca 09-08-2019 17:51
Queremos Isa Costa na Camara de sao Domingos. O Sr. Clemente ja deu o que tinha para dar. Foi um grande erro substituir Frank Tavares pelo Clemente que durante quase 3 anos nao conseguiu mostrar nada. So requalificou praças.
Responder
0 # A. Fortes 09-08-2019 22:33
São Domingos nem com Isa Costa, nem com Isa Barriga! Esta terra nem parece que teve presidentes. A Isa Costa é muito fraca para tal cargo, basta ver para os discursos com papel, imagine sem papel? As oportunidades de um São Domingos nelhor já se foram! No início este Clemente, apresentou uma equipa nova, ideias exequiveis, contudo faltou-lhe a execução. Este teve pulso firme, sim refiro-me à sua arrogância de não aceitar opiniões e críticas. Poderia ser melhor, mas não passa de um pseudo-presidente que não conhece o potencial da maioria dos munícipes, por estar e ser pouco "complexado"! Acredito que a população saodominguense tem máguas, mas ao serem afagados, esquecem... Só fazem campanhas baseados nos iletrafos e coitados!
Responder
0 # A. Fortes 09-08-2019 17:50
Fico feliz de ver este encontro! Sim o asfalto a Praia Baixo é crucial, pelo menos até à moradia da dep*tada! Para que possamos ter um turismo adequado! Contudo Praia Baixo merece mais atenção, verifiquem as sombras da orla marítima! E quanto ao turismo das montanhas? Quais planos? Esperar a chuva cair para os "landscapes" ficarem bonitos!? Quais medidas estão sendo adoptadas? Ah sim, pras bandas de "baxu" não sei se há montanhas, mas fica a dica. Força camaradas!
Responder