Pub

manuel alves1

Manuel Alves é uma alta patente da Polícia Nacional, ocupa o posto de Intendente, desempenhava, até 31 de Outubro deste ano - data em que lhe foi dada por finda a comissão de serviço, as funções de Comandante da Guarda Fiscal. Alves atingiria a idade de aposentação a 10 de Novembro, pelo que foi demitido a 9 dias da data limite para entrar na reforma.

Segundo uma fonte bem posicionada na Polícia Nacional (PN), com esta demissão, Manuel Alves ficou prejudicado materialmente num valor que ascende aos 40 mil escudos mensais, para além de danos emocionais e psicológicos. "É uma forma de se vingarem de um homem que se recusou vergar perante os jogos de bastidores", conclui esta fonte de Santiago Magazine, para acrescentar que isto mexe com as emoções e autoestima de qualquer um.

Aliás, este alta patente da PN, veio a público, através da sua página do facebook, manifestar a sua indignação por aquilo que considera ser “perseguição, abuso do poder, assédio moral, discriminação, desprezo, despotismo”, ameaçando avançar com uma petição pública para “apelar a justiça, o respeito pela dignidade da pessoa humana e a demissão pacífica de um senhor que nos últimos tempos tem estado a promover essas más práticas no nosso meio, criando uma situação de incerteza, de medo nalguns e de insegurança jamais vivida entre nós”.

Confira o seu post aqui. “Quem daria por finda a comissão de serviço a um quadro a 10 dias de atingir a idade limite para a reforma, ignorando todo o seu percurso profissional, não tendo ele nenhum antecedente disciplinar e criminal, detentor de dois louvores, aluno brilhante das academias que frequentou, um dos poucos oficiais veteranos que conseguiu superar o grau académico de mestre, que dirigiu de forma exemplar todos os departamentos por onde passou, que participou incansavelmente na formação da grande maioria dos efectivos da polícia, desde o início dos anos 90 a esta parte, só porque esse quadro pensa diferente?

Eu gostaria de saber o que os meus amigos pensam disso, porque eu e mais alguns colegas, vítimas de perseguição, abuso do poder, assédio moral, discriminação, desprezo, despotismo, vamos levar a cabo uma petição pública para apelar a justiça, o respeito pela dignidade da pessoa humana e a demissão pacífica de um senhor que nos últimos tempos tem estado a promover essas más práticas no nosso meio, criando uma situação de incerteza, de medo nalguns e de insegurança jamais vivida entre nós.

Nós contamos com a vossa participação massiva na assinatura dessa petição, porque pacificamente se consegue erradicar o mal pela raiz. O que não pode continuar é a disseminação da maldade, prejudicando as pessoas de bem e as suas famílias só porque se dispõe de um poder conjuntural, que mais cedo ou mais tarde cairá, como tantos outros caíram. Vamos à luta pacífica, pela dignidade do Homem!”

Manuel Alves era um dos favoritos ao cargo de director Nacional da PN, tendo sido preterido por Paulo Rocha a favor de Emanuel Estaline.

Tido como um dos oficiais operacionais mais bem preparados na PN, Alves goza de muita simpatia no seio dos profissionais de segurança e ordem pública, sobretudo por ter sido professor de várias gerações de agentes da PN.

Nos últimos tempos, Alves tem aparecido várias na sua página do facebook, criticando a corporação policial e os cabecilhas que a dirigem, chegando inclusive a acusar de que alguém com elevadas responsabilidades na PN teria mandado colocar o seu telemóvel sob escuta.

Comentários  

0 # João Sem Terra 16-12-2018 09:57
"Pimenta em olhos dos outros" é AC para uns e outros!!!, ???

Fala-se muito em corrupção, dispotismo, blablablabla... Mas contudo, esse Alta patente ja prejudicou bastante pessoas, e já corroborou para outros tantos naquela cor[censurado]ção... foi ou não foi?
Agora ele está a viver na pele , o que os outros sofreram com ou sem a sua colaboração direta.
Demissão de cargos de Alta confiança é normal e nao é o primeiro e nem será o ultimo a ser demitido.
As causas aparentes não foram desanuviadas, mas concerteza já não há confiança necessária e suficiente para mante-lo no cargo.
Presumivelmente, tal petição será um fracasso ...

Assim, ele há de parar e fazer uma introspecção, não se pode misturar as coisas... o estatuto da PN retrata o apartidarismo, ser neutro... mas ele pula sobre tal Dever ... e veste claramente a roupagem partidária ... se ele vê a demissão como punição, ela, já veio tarde, pois demorou muito tempo lá!
Ha de intuir, o Sr. M.A, quantos efectivos da PN com competência e muito mais competente que ele, ele prejudicou em centenas e miliares de contos, ao preterir aqueles que tinha mérito e promover seus amiguinhos. E agora está a resmugar por um adicional de 40 mil escudos, que seguramente multiplicará, como daqueles que ele vilmente prejudicou.
É a lei do retorno meu carro.
Essa alem de ser uma decisão administrativa, tem a mão devina.
Ele não é, não foi e nunca será santinho.
O Sr. Ministro P.R e seus colaboradores sabem o que fazem e porque fazem
Não tem o sentido da eticidade e da moralidade.
Responder
0 # Manuel Alves 17-12-2018 08:38
Tira a máscara de João Sem Terra e venha debater como homem livre, ainda que seja uma vez na sua vida.
Sou eu Manuel Alves, o destemido, a convidar-te para despires a pele de um covarde e entre como homem livre no espaço público, criticando e dizendo o que bem entender. Cabo Verde é um Estado de Direito Democrático. Não precisas utilizar o anonimato para dizer o que tu achas ou pensas a meu respeito. Não tenhas medo. Se quiseres, podes até me ofender como bem entenderes, eu não levarei a mal. Mas, sem a máscara de João Sem Terra.
Estás com receio e medo da petição?
Prepara-te, porque a petição está pronta. Ela é para combater os “ninhos dos marimbondos”, sendo João Sem Terra, provavelmente um João Ratão desses ninhos. O João Sem Terra deve saber que Manuel Alves é um homem preparado para fazer outras coisas na vida, se quiser. Deve saber também que o mesmo nunca curvou perante dirigentes incompetentes. Que o João Sem Terra rogue a Deus, que ele consiga chegar à reforma com o prestígio e conquistas de Manuel Alves, um homem livre e destemido. Da próxima que venha o outro que é o João Com Terra, quiçá o João Desterrado, em anonimato, dizer o que quiser. Mas a petição será um remédio, um antibiótico antifascista ou mesmo um antídoto contra o “status quo”, abuso do poder, despotismo e todos os vícios desses déspotas que o João Sem Terra bajula. Manuel Alves encontra-se vacinado...
Responder
0 # Fernando 14-12-2018 15:54
Muito boa tarde, gostaria de subscrever a petição, mas infelizmente não estou conseguindo acessar. Gostaria de ter instruções para isso.

Com os melhores cumprimentos,

Fernando.
Responder
0 # Antero Coelho 10-12-2018 18:47
Não vergueiro, senhor Intendente Alves.
Cconte com a minha solidariedade e procurarei ooutras para si, ou melhor, em prol da justiça. Cabo VVerde não pode continuar a mercê de verdugos.
Responder
0 # Silvestre Barbosa 10-12-2018 17:04
Força e coragem.Juntos somos mais fortes.
Responder
+2 # Silvestre Barbosa 10-12-2018 17:02
Força e coragem,juntos somos mais fortes.
Responder
-1 # #MardeAlcatraz 09-12-2018 22:15
Enfim Kuza fla é txeu,mas cre só desejou força e deixa li nha solidadriedade pa bô e tudo Geração de PN ke nes últimos tempos tem sido vítimas de presiguição e injúria.Pamodi só kenha ke sta passal sabel,mas é ka estranho pamodi nes terra li só corruptos ku incompetentes ke sta dado poder
Policia kuza de fla é txeu,munti ta fica de boca calado ,pamodi na fim de ano manba és dado xicotada.Ago nhos xinta bem xintado pamodi hora labanta ta txorado.Justiça de Dios é certu,tarde o cedo ta serbi,nhos faze maldade ma na kel mundo de pecador li agu de cadera ke nhos indjuto ke nhos ta bebi.
Responder
+1 # pina 05-12-2018 21:07
so a uma solução.nos não podemos com sta democracia .as pessoa descontemte neste pais.tem de adirir ao stado islâmicos .imagina uma pessoa lhe faz isso a uma pessoa não sei se tem razão imagina se colacasem uma bomba no carro dessa pessoa quem fez isso. dimitir uma pessoa ades dia de reformar
Responder
+1 # Cruz 05-12-2018 19:04
Triste situacao.
Dizem que como Machado que cortou com o mesmo machado será cortado.
Força Sr Manuel Alves, a justiça com certeza será feita. O Paulo Rocha será de certeza cortado a cabeça e não muito tarde.
Cabo Verde há de tomar rumo compendias certas no lugar certo.
Infelizmente temos esses desgracados que só sabem gastar o pouco que o povo tem nessas pequenas ilhas. Gastar gastar e gastar e o verbo ulitizado. Que o povo abre os olhos. Ainda estamos a tempo de uma grande manifestação contra esses desmandos. Cabo Verde agradeceria.
Responder
0 # Eduardo 05-12-2018 12:23
Demasiado tosco, a ser um acto de vingança. Não pode vingar. Quero crer que os caboverdianos saberão distinguir, separando-as, as razões do Estado e as de Justiça.
Responder
+1 # Jorge Brito 05-12-2018 11:55
Força ai meu grande amigo! Podes contar comigo para a assinatura da petição.
Que se faça JUSTIÇA
Responder
0 # FERNANDES 04-12-2018 17:49
Mas contudo esperar por mais 9 dias nao seria nada dificil, seja qual for o motivo da demissao o que mais parece e ajuste de contas ou pura vingan CA.....
Responder
+1 # Moreira 04-12-2018 16:49
Caro Alves,
Só pode querer colocar em ti atributos como pretende o comentarista “João” quem não te conhece. Ou quem deseja se associar àqueles que pretendem te destruir agora no fim de uma carreira invejável, em prol da PN e de Cabo Verde.
Enquanto ex-colega dos cursos de Gestão e Economia e Amigo, sou e serei solidário contigo. E sei que continuarás a VENCER.
Deus fará Justiça!!!
Responder
+1 # lyka 04-12-2018 14:27
mas guentes é iligal dal por fim a comissão tinha qui sperada se reforma sai pamode pssa tudo cusa nhos cre pa ser de nhos manera canto tempo dje tem la é de sel de se mãe ou se pai é herdal credo vergonhos moda carrapate ca ta cre saide poder
Responder
0 # João Sem Terra 16-12-2018 10:03
Pois né, feito as contas, demorou lá muito tempo e sabemos o porquê!
Responder
+1 # Carlos 05-12-2018 21:02
Paxenxa, abo cre bo é besta ou burra.
Responder
+1 # Carlos 04-12-2018 09:37
Acho tratar-se de uma injustiça moral. pois nós trabalhamos com afinc, depois no fim somos renegados como animais.
Falta de sentido de Estado nesse país.
Descem os salários de pessoas com 20 anos a usufruir de um dado rendimento, sem ter em conta os compromissos com o banco, etc.
Vítimas somos muitos.
Responder
0 # GovERNU 04-12-2018 08:32
Coragem ...... falta pouco.....
Responder
0 # eli 04-12-2018 09:11
forsa
Responder
-13 # Joao 04-12-2018 08:58
Devia a fonte acrescentar os motivos da demissão com mais precisão. O malcriado e mal educado não tem lugar na Policia. Até foi demitido tarde demais. Confundem-se formação académica com mal educação.
Responder
0 # João Sem Terra 16-12-2018 16:15
Também concordo contigo "joão", e veja o que aquele indivíduo é capaz; a mobilizar a opinião publica contra o estado e contra o seu pp partido declaradamente.
Ele se acha esperto! É teimoso e "malcriado"
Responder
+8 # Manuel 04-12-2018 12:22
Eu lhe respondo sem anonimato. Ponha o seu verdadeiro nome e debata comigo frontalmente. É o próprio Manuel Alves que te desafia para tirar o seu anonimato de João. Eu não sou malcriado e nunca fui punido nem com uma repreensão e jamais serei demitido. Já tenho idade e traquejo bastante para exercer a cidadania e agir contra os meus algoses que não passam de um quádruplo mal preparado que anda a meter os pés pela manhã em cada decisão. A petição irá abranger todas as más práticas.
Responder
-1 # Admilson 05-12-2018 21:37
Caro amigo, mais do que um amigo és como um pai. Acima de tudo e de todos está Deus, o senhor merece muito mais, mas infelizmente toda essa injustiça faz parte dessa pobreza institucional que vivemos. Agora mais do que nunca o senhor sabe o que fazer para evitar que no futuro continue essas práticas...vamos á luta quem o conhece está com o senhor! Força amigo, grande abraço
Responder