Pub

ibuprofeno1

A Agência de Regulação e Supervisão dos Produtos Farmacêuticos e Alimentares (ARFA) mandou retirar do mercado o lote do medicamento Ibuprofeno Inpharma 100mg/5ml, indica um comunicado divulgado esta segunda-feira, 19.

Segundo o documento do Centro Nacional de Farmacovigilância (CNF) da ARFA, no seguimento de notificações de suspeita de problemas de qualidade com o medicamento Ibuprofeno Inpharma - suspensão oral, 100 mg/5ml, embalagem de 130 ml - por apresentarem "viscosidade alterada", alem da existência de outros problemas em cinco lotes do produto.

Ao notar essas anomalias, a ARFA determinou a suspensão da comercialização e a retirada dos lotes do medicamento do mercado. Os Laboratórios Inpharma procederão agora a recolha voluntária dos lotes em causa.

No comunicado, a ARFA diz que existem alternativas ao Ibuprofeno no mercado nacional, pelo que, garante o regulador, não se coloca o risco de ruptura do farmaco, receitado geralmente para combater dores e inflamações. 

As entidades que possuem os lotes do medicamento em stock, não podem vende-lo, dispensar ou administrar, devendo proceder a sua devolução, sublinha o comunicado.

Os doentes que estejam a utilizar os lotes do medicamento sob alerta, não devem interromper o tratamento, mas logo que possível, devem consultar o médico para que lhes sejam prescritos um medicamento alternativo, aconselha a ARFA.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar