Pub
Por: Redacção

rui figueiredo

Rui Figueiredo Soares é o novo ministro Adjunto e da Integração Regional, em substituição de Júlio Herbert, falecido a 21 de Outubro último. Com esta nomeação, o MpD vira as atenções para a liderança do Grupo Parlamentar, onde pelo menos três nomes já estarão sobre a mesa para ocupar o lugar agora deixado vago por Rui Figueiredo Soares.

O primeiro-ministro já comunicou à Comissão Política do partido a escolha de Rui Figueiredo Soares, actual líder do Grupo Parlamentar ventoinha, para assumir as pastas de Júlio Herbert, como ministro Adjunto e da Integração Regional. Ulisses Correia e Silva vai agora apresentar o seu novo ministro ao presidente da República, para validação, e depois agendar a data da tomada de posse, o que deverá acontecer já no início do próximo ano.

Doutorado em Ciências Jurídico-Civis, Mestre em Psicologia e Ciências da Educação, Rui Figueiredo Soares, lidera o Grupo Parlamentar do MpD desde Abril de 2016. Regressa ao Governo depois de, entre 1991 e 2000, ter sido ministro dos Negócios Estrangeiros, ministro da Presidência do Conselho de Ministros e ministro da Saúde.

A nomeação de Rui Figueiredo para integrar o elenco governamental surpreendeu. Alguns observadores e até fontes do MpD estavam em crer que Ulisses Correia e Silva o queria manter na liderança da bancada ventoinha no Parlamento para garantir a estabilidade do grupo, devido à sua postura ponderada e com sentido de Estado. Aliás, atiram as nossas fontes, "Figueiredo seria o próximo embaixador de Cabo Verde em Washington, no lugar de Carlos Veiga, mas o primeiro-ministro quis mantê-lo no Parlamento precisamente para não perder o controlo do grupo parlamentar".

Um segundo aspecto a ter em conta, sublinham as nossas fontes, é o facto de Rui Figueiredo deixar a presidência do Grupo Parlamentar, no centro político e de decisões, em troca com um cargo secundário no Governo. Seja como for, UCS conta com ele como seu adjunto e confia nas suas aptidões para relançar as relações regionais, que ainda estão aquém do desejável. 

Com a vacatura na liderança do GP do MpD, o partido que sustenta o governo vira-se agora para a sucessão de Figueiredo Soares. Na pole-position, segundo Santiago Magazine apurou, estarão três nomes: Emanuel Barbosa (eleito pelo círculo eleitoral da Europa e Resto do Mundo), Joana Rosa (Maio) e João Gomes (São Vicente). A aposta em Miguel Monteiro, que para alguns seria o mais natural, encontra obstáculo no facto de o deputado foguense, além de secretário-geral do partido, integrar a Mesa da Assembleia Nacional.

Ulisses Correia e Silva, ao que consta, irá reunir-se com a Comissão Política nas próximas horas para decidirem sobre o próximo líder do Grupo Parlamentar.

 

Veja mais no Santiago Magazine:

2019. O ano da morna e da agitação nos transportes de Cabo Verde

Governo propõe subsídio de transporte em vez de utilização abusiva dos carros do Estado

Opinião. Gestão municipal eficiente (Albino Sequeira)

 

 

 



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Fantonelli Mariah 16-12-2019 14:01
Se mesmo com o Dr Rui Figueiredo Soares que em abono da verdade é tido como o mais equilibrado, o mais polido nos discursos, a nossa casa parlamento carecia e padecia de elevação parlamentar, sem ele, a "porca russa vai torcer o rabo" e inclinar-se para se transformar em quintal dos burros. Eu tive a oportunidade de dizer pessoalmente ao Dr Rui Figueiredo Soares na anterior liderança parlamentar do MpD em que era oposição, aquando da sua retirada do cargo, que era com mistos de alegria e tristeza que recebia aquela noticia. Alegria porque estava a deixar de ser homólogo de alguém que manchava o papel das lideranças partidárias. Por outro lado triste porque, deixávamos de ter no parlamento um de[censurado]do com postura, lisura, elevação e inteligência.
Com todo o respeito para os possíveis substitutos mas, estou a ver que agora é pó e coices, ou seja "la undi burru dabu coxi, é la ki bu ta dal pó". A oposição (PAICV) que deve estar a esfregar as mãos de contentes e sabem bem porquê. A si Dr. RFS, ciente da grande falta que irá fazer à nossa casa parlamentar, desejo os maiores sucessos no futuro cargo a desempenhar. Ao substituto e a outra bancada, apelo a maior serenidade, contenção e respeito mútuo, para pelo menos manter a elegância parlamentar deixada pelo Dr. Rui F. Soares.
Responder
+4 # Gertrudes 15-12-2019 09:54
Nem Joana Rosa, nem Emanuel Barbosa estão habilitados para liderar a bancada parlamentar do MPD. Não são estáveis, são conflituosos e não terem confiança no seio do Grupo.
Responder
-3 # Danielfontes 14-12-2019 02:08
Roland’s Mpd catem necessidades como tu dizia-te do seu apoio e desnecessário temos pessoas competente para si saber kem deve ou não o não
Responder
+2 # Romário Cruz 13-12-2019 21:01
Tirando o senão que ele tem, mesmo assim é de se respeitar, é a pessoa mais inteligente e lúcida no seio do MpD. Sem ele na AN aquilo vai ser, ainda mais, uma jagunça
Responder