Pub

 rui águas

O treinador português Rui Águas deixou o comando técnico da seleção cabo-verdiana, anunciou hoje a Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), informando que o técnico vai abraçar novo projeto, sem o revelar.

"A direção da FCF comunica que o 'mister' Rui Águas já não é treinador da seleção nacional a partir desta data, 23 de dezembro de 2019", informou a federação cabo-verdiana, em comunicado.

Na nota, a FCF acrescenta: "O mesmo, tendo sido convidado a abraçar um novo projeto, comunicou à direção a intenção de aceitar o convite e solicitou a sua desvinculação, o que foi aceite", prosseguiu a mesma fonte.

A FCF aproveitou para agradecer a Rui Águas "todo o seu empenho e dedicação à causa da seleção nacional e do futebol nacional durante o tempo em que esteve vinculado à FCF, e formula votos de sucessos no novo projeto".

Rui Águas regressou ao comando da seleção cabo-verdiana de futebol em agosto de 2018, voltando a ocupar um cargo que tinha deixado em janeiro de 2016 por causa de salários em atraso.

O antigo avançado internacional português, que representou Benfica e FC Porto, foi apresentado pela primeira vez como selecionador de futebol de Cabo Verde em agosto de 2014, substituindo Lúcio Antunes.

Na altura, levou a seleção à Taça das Nações Africanas (CAN) de 2015, mas ficou pela primeira fase da maior competição de seleções em África, com três empates em outros tantos jogos.

O último jogo de Rui Águas à frente da seleção cabo-verdiana foi em novembro passado, um empate 2-2 em casa com Moçambique, na qualificação para a CAN2021.

Moçambique lidera o grupo F, com quatro pontos, os mesmos que os Camarões, enquanto Cabo Verde tem dois pontos e o Ruanda ainda não pontuou.

Com Lusa



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Armindo Lima Borges 26-12-2019 12:56
Foi bom ter saido, passa mais Tempo em Portugal do que en cv. A Fazer comentarios. e a seleçao Nao jogava nada...au revoir..
Responder