• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Economia cabo-verdiana cresceu 10,2% no primeiro trimestre
Economia

Economia cabo-verdiana cresceu 10,2% no primeiro trimestre

A economia cabo-verdiana cresceu 10,2% no primeiro trimestre deste ano, comparando com o mesmo período de 2023, impulsionada sobretudo pelo setor do turismo e serviços associados, anunciou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Este incremento do Produto Interno Bruto (PIB) está acima das estimativas de crescimento para este ano, que rondam os 5%.

Olhando para os ramos de atividade, os setores do transporte e armazenagem assim como de alojamento e restauração foram os que mais cresceram e mais contribuíram para a subida homóloga do PIB, no trimestre, em linha com as indicações que já vinham sendo dadas de crescimento do turismo.

Em termos de contributo, seguem-se as atividades de comércio e reparação, bem como de agricultura, pecuária e silvicultura, que também registaram crescimentos fortes.

O INE nota ainda que “os impostos líquidos de subsídios sobre os produtos, em termos reais, apresentaram uma variação homóloga positiva de 9,1 % no primeiro trimestre”.

Do lado das despesas, esta variação positiva do PIB resultou de um aumento no consumo privado e nas exportações.

A economia cabo-verdiana cresceu 5,1% em 2023, refletindo o desempenho do setor do turismo, concentrado em duas (Sal e Boa Vista) das nove ilhas do arquipélago.

O Grupo de Apoio Orçamental (GAO) ao país recomendou em junho a diversificação da economia, “tornando-a mais resiliente a choques externos”, um objetivo que o Governo tem elencado entre as suas metas.

O GAO é composto por Espanha, Luxemburgo, Portugal, União Europeia, Banco Africano de Desenvolvimento e Banco Mundial.

Partilhe esta notícia

Comentar

Inicie sessão ou registe-se para comentar.

Comentários

  • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!