• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Cabo Verde com aumento de 10,1% nas receitas totais em Abril de 2024
Economia

Cabo Verde com aumento de 10,1% nas receitas totais em Abril de 2024

Cabo Verde registou, no mês Abril deste ano, um aumento de 10,1 por cento (%) nas receitas totais face ao mesmo período de 2023, com o défice orçamental a aumentar, entretanto, de 0,3 para 0,5% do PIB.

De acordo com os dados da execução orçamental partilhados hoje pelo Ministério das Finanças, o aumento de 10,1% nas receitas totais, excluindo a venda de activos não financeiros, foi impulsionado por um crescimento de 9,5% na arrecadação de impostos e de 19,5% nas outras receitas.

No entanto, as despesas correntes registaram um agravamento de 9,9%, com destaque para os aumentos em aquisição de bens e serviços, transferências, benefícios sociais, despesas com pessoal e outras despesas.

De acordo com a mesma fonte, houve “uma melhoria significativa” nos principais indicadores fiscais do país, comparativamente ao mesmo período de 2023.

Por exemplo, o saldo corrente primário registou um superávit de 2.172,9 milhões de escudos cabo-verdianos (CVE), o que representa 0,8% do PIB, em comparação com os 1.894,3 milhões de CVE (0,7% do PIB) do ano passado.

“O saldo global primário também apresentou melhorias, com um superávit de 725,8 milhões de CVE (0,3% do PIB), ante 1.158,8 milhões de CVE (0,4% do PIB) em 2023. Esses resultados reflectem os esforços do Governo em manter uma gestão sustentável das finanças públicas e promover o desenvolvimento económico do país”, refere o comunicado do Ministério das Finanças.

Outro ponto, considerado positivo, foi a execução de 80,4% dos investimentos líquidos em activos não financeiros, bem como a redução do rácio da dívida pública de 112,1% para 107,7% do PIB, uma queda de 4,4 pontos percentuais.

Na perspectiva do Governo esses dados evidenciam que se está no caminho certo para a consolidação fiscal e o fortalecimento da economia de Cabo Verde.

Partilhe esta notícia