Pub

Correios SV

A medida entra em vigor a partir de Novembro e vai reduzir drasticamente o número de idosos em longas e demoradas filas de espera à piorta dos Correios de Cabo Verde para receberem a sua pensão.

Depois de muitas criticas quanto à forma desumana com os idosos eram sujeitos para poderem receber os 6.000$'00 mensais de pensão, o cenário está prestes a mudar. A partir do próximo mês de Novembro os pensionistas que assim quiserem podem começar a receber através dos bancos comerciais.

É que o Centro Nacional de Pensões Sociais vai passar a pagar a Pensão Social também através de transferência bancária, a partir de Novembro. Até este momento, as pensões sociais,são pagas nos balcões dos Correios de Cabo Verde nos diversos concelhos do país, situação que obriga os idosos - muitos dos quais fisicamente debilitados - a terem de permanecer durante longas horas de de pé espera nas filas  até serem atendidos. Boa parete desses pensionistas sai de casa bem cedo, sem sequer tomarem o pequeno-almoço ficando até tarde a aguardar pelo seu dinheiro, sem direirto a água ou mesmo casa de banho para os que sofrem de oncontinência urinária.

Em comunicado, o Ministério da Família e Inclusão Social, informa, por isso, que os pensionistas que doravante preferirem receber a sua pensão através dos bancos, terão primeiro de entregar os dados bancários nos Serviços Sociais da Câmara Municipal do seu concelho, no próprio Centro Nacional de Pensões Sociais, na Praia, ou, no caso de São Vicente, no Gabinete de Atendimento do Centro Nho Djunga.

Em Janeiro, o valor da pensão mínima aumentou 20%, ficando em 6.000$00 mensais.

Foto: Mindel Insite



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar