União Europeia aprova fundos para modernização estratégica de portos em Cabo Verde
Em Foco

União Europeia aprova fundos para modernização estratégica de portos em Cabo Verde

A União Europeia (UE) vai financiar a modernização de portos para Cabo Verde diversificar a economia e usar a posição estratégica no Atlântico para prestar serviços no setor marítimo, disse à Lusa a embaixadora no arquipélago, Carla Grijó.

“Cabo Verde está numa posição estratégica da qual pode tirar partido, mas para isso precisa de melhorar as suas infraestruturas e também os serviços que os seus portos podem prestar. Foi nesse contexto que o Governo nos apresentou uma lista das infraestruturas que pretende modernizar”, explicou.

Carla Grijó falava em entrevista à Lusa, poucos dias depois de o Banco Europeu de Investimentos (BEI) aprovar um financiamento de 114 milhões de euros para financiar a reabilitação e ampliação de portos (que inclui as ilhas de Santo Antão, São Vicente e Sal), bem como do principal estaleiro naval do país, Cabnave, localizado em São Vicente.

O apoio surge em resposta à mobilização pela iniciativa Global Gateway da UE, que também já garantiu uma subvenção de 25 milhões de euros, a fundo perdido, do orçamento da UE – parcela que permite que o empréstimo do BEI, aprovado no final de junho, “possa ser mais concessional”.

A fórmula Global Gateway “permite utilizar recursos públicos, do orçamento da UE, para mobilizar investimento de outros financiadores – no caso, do BEI, mas a procura continua por outros parceiros de financiamento”, referiu Carla Grijó, “porque estes cerca de 100 milhões de euros que já conseguimos não vão ser suficientes para financiar a modernização de todas as infraestruturas que estão na lista do Governo de Cabo Verde”.

“Já é um bom princípio poder começar por financiar algumas das infraestruturas mais importantes”, disse.

Todos os investimentos estão interligados, assinalou, ao apontar como exemplo a importância do investimento no porto de Palmeira para a frota pesqueira cabo-verdiana.

Depois de modernizado, o porto pode dar acesso “a um banco [de pesca] próximo da ilha do sal, o banco de Nova Holanda, para permitir que a frota nacional possa fornecer a indústria de transformação de produtos da pesca que está instalada em São Vicente”. 

“As coisas acabam por estar todas ligadas a um objetivo principal, que é o de melhorar a conectividade entre as ilhas, mas também a conectividade com o continente africano”, realçou.

O investimento que agora recebeu luz verde do BEI insere-se na estratégia de desenvolvimento de um corredor de transporte multimodal Praia-Dakar-Abidjan, identificado pela UE como “um corredor regional estratégico”, segundo justificou a própria instituição financeira ao aprovar os fundos.

Ainda vai levar tempo, da aprovação do apoio financeiro até às obras no terreno e Carla Grijó não se compromete com datas.

“É verdade que demoramos, exigimos muitos estudos”, mas a embaixadora justifica-se com “padrões elevados em termos ambientais, laborais e de direitos humanos”.

“Para um parceiro como Cabo Verde, isso também é uma vantagem porque o país tem a ambição de atingir esses patamares de padrões internacionais. Ao trabalhar com a UE, com o BEI e com outros parceiros que pensam da mesma forma, estamos também a contribuir para a elevação desses padrões”, destacou.

O financiamento aprovado pelo BEI para os portos insere-se num pacote mais vasto que Bruxelas anunciou em outubro de 2023, no valor de 246 milhões de euros, dedicado a Cabo Verde.

Esse leque global prevê incentivar a produção de energia verde, transportes sustentáveis e transformação digital do arquipélago.

Na altura, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen classificou a estratégia Global Gateway como “uma maneira de criar um futuro melhor para os países parceiros" da UE, sendo que Cabo Verde partilha a visão europeia de um mundo "mais verde, mais conectado e economicamente reforçado".

Partilhe esta notícia

Comentar

Inicie sessão ou registe-se para comentar.

Comentários

  • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!