• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Jorge Carlos Fonseca convidado para visita oficial a Bissau para reforçar “laços históricos”
Política

Jorge Carlos Fonseca convidado para visita oficial a Bissau para reforçar “laços históricos”

O Presidente da República da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, formalizou esta sexta-feira, 6, o convite ao seu homólogo , Jorge Carlos Fonseca, para uma visita oficial ao país, para “reforço” dos “laços históricos” entre os dois Estados.

“Entreguei hoje uma carta-convite do senhor Presidente da República da Guiné-Bissau, general Umaro Sissoco Embaló, endereçando um convite ao senhor Presidente da República de Cabo Verde para visitar Bissau, enquanto presidente de um país amigo e irmão”, disse à Lusa o embaixador guineense na Praia, M'Bala Fernandes.

O diplomata, que foi recebido esta manhã no Palácio Presidencial, na Praia, pelo chefe de Estado cabo-verdiano, confirmou que Jorge Carlos Fonseca aceitou o convite para a visita à Guiné-Bissau, mas dada o contexto da pandemia de covid-19 não foram ainda apontadas datas para a deslocação.

“O senhor Presidente Jorge Carlos Fonseca respondeu prontamente que estaria disposto a ir a Bissau e nós, diplomatas, ficaremos incumbidos de tratar dos pormenores da visita oficial”, disse ainda M'Bala Fernandes.

A acontecer, será a primeira visita oficial do Presidente cabo-verdiano – termina o mandato em outubro de 2021, ano marcado por eleições legislativas e presidenciais no arqupélago - à Guiné-Bissau desde a chegada ao poder de Umaro Sissoco Embaló, que já tinha convidado Jorge Carlos Fonseca para a sua tomada de posse, no início do ano, então marcada por uma crise pós-eleitoral, mas que não se concretizou.

Contudo, M'Bala Fernandes admitiu a “vontade” assumida pelo chefe de Estado cabo-verdiano em realizar esta visita, que segundo o diplomata servirá “reforçar os laços históricos e de amizade” entre “dois países irmãos”.

Em 22 de novembro de 2019, o último dia de campanha para a primeira volta das eleições presidenciais, Umaro Sissoco Embaló, candidato presidencial, esteve algumas horas na Praia, tendo sido recebido pelo chefe de Estado cabo-verdiano.

Voltou à Praia em 11 de janeiro de 2020, após a segunda volta das eleições guineenses, e de novo para reunir-se com o Presidente cabo-verdiano no Palácio Presidencial, tendo na altura convidado Jorge Carlos Fonseca para a sua tomada de posse.

Com Lusa

Partilhe esta notícia

SOBRE O AUTOR

Redação

    Comentar

    Inicie sessão ou registe-se para comentar.

    Comentários

    • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!