Pub

maritza

Alunos do Ensino Básico vão passar a ter aulas de Tecnologias de Informação e Comunicação – TIC, a partir do novo ano lectivo 2019/2020. A garantia é da ministra da Educação, Maritza Rosabal, ao presidir, na Praia, à cerimónia de abertura do atelier destinado a todos os professores e coordenadores da área das TIC dos agrupamentos escolares de Santiago.

“Repensar o ensino e a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação em Cabo Verde, principalmente nas Escolas Básicas, é uma grande aposta  para que todos os alunos quando terminaram o oitavo ano de escolaridade estejam preparados e familiarizados”.

Para este novo ano letivo vão ser introduzidos módulos de 30 horas no 5º e 6º de Ensino Básico, uma vez que até agora já foram instalados 44 laboratórios tecnológicos no país, o que significa a cobertura de 52% da rede escolar, a nível do agrupamento.

“No âmbito do a desenvolvimento deste processo, em dois anos já temos essa cobertura de 52%.  Temos, sobretudo que desenvolver os recursos humanos, porque às vezes podemos ter equipamento, como já aconteceu, e depois não termos os recursos humanos necessários”, disse a ministra assegurando que vão continuar neste processo de mobilização de equipamentos para as restantes escolas e que este ano vão reforçar a gestão das escolas com novos equipamentos.

Também vai ser disponibilizado um pequeno pacote que vai permitir aos alunos das zonas mais isoladas e periféricas o acesso ao Tablet.

Entretanto, segundo a governante, o grande desafio não é só disponibilizar o equipamento, mas sim é saber como é que vão capitalizar esses equipamentos e como é que os docentes se vão apropriar deste novo paradigma que são as TIC no Ensino Básico.

“Estamos num contexto em que as crianças têm mais domínio como utilizadores do que os próprios docentes. Isto é um grande desafio porque é utilizar as tecnologias como uma ferramenta de produção de conhecimento e de desenvolvimento do processo de ensino aprendizagem”, salientou a Ministra da Educação.

Lembra-se que a disciplina TIC tem sido lecionada no país desde 1996, mas somente destinado aos alunos do secundário como uma preparação para a entrada no Ensino Superior ou para formação profissional.

Durante o encontro, que decorre de 22 a 26 de julho, serão apresentados cinco painéis, designadamente “transformação digital”, “introdução das TIC modular”, “recursos educativos digitais, multimédia e recursos educativos abertos” e “novos paradigmas da gestão educativa”. No último painel far-se-á a apresentação do projeto de dinamização das TIC na Educação.

Desse encontro deverá sair um plano de formação TIC a nível dos agrupamentos e um plano de atividades que podem ser realizadas ao longo do ano, perspetivando uma literacia digital.

Fonte: Governo



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Bruno Almeida 04-08-2019 10:26
deviam era ter uma disciplina semanal obrigatória aos pais dos educandos designada "COMO EDUCAR OS FILHOS"
Responder
0 # Emiliano 24-07-2019 19:33
Dona Maritza Rosabai, di favor, Dona, te inda, nha ka sta xinti inkomodadu nes postu, un postu ki, so mereseba el, un puru K.verdianu ki konxi se Povu, en modu di codi di Ontolojia...
E ku, un mas grandi rispetu ki, n sa ta pidi nha, apisar di intilijensia di nha, n ta atxa ki, nha debia okupa-ba un otu postu, dignu di ken ki kre da se apoiu intelektual, o otu, el ben vindu.
Nha seja onestu ku nha mesmu.
Liberta kadera meresidu a un fidju, disendenti di nos Ansetri.
Mutu obrigadu, Dona Maritza Rosabai.
Responder