Pub

carlos veiga

O Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, anunciou hoje que o atual embaixador do país nos Estados Unidos, Carlos Veiga, ex-primeiro-ministro cabo-verdiano, vai cessar funções.

Em nota publicada hoje, Jorge Carlos Fonseca refere que “sob proposta do Governo” deu “por finda” a comissão de serviço de Carlos Veiga como embaixador de Cabo Verde em Washington.

Não são adiantados motivos para esta decisão ou indicado o sucessor de Carlos Veiga, que tinha sido nomeado para aquelas funções em 2016.

Contudo, em 2019, Carlos Veiga, insistentemente apontado como potencial candidato às eleições presidenciais de 2021 em Cabo Verde, admitiu que depois de deixar o cargo de embaixador tomará uma decisão sobre essa eventual candidatura, sem a colocar de parte.

Carlos Veiga, 70 anos, foi primeiro-ministro de Cabo Verde entre 03 de abril de 1991 e 29 de julho de 2000, o primeiro chefe do Governo do país escolhido em eleições multipartidárias.

Foi eleito pelo MpD, partido que voltou ao poder em Cabo Verde na sequência das eleições legislativas de 2016.

Entre 2001 e 2016, o PAICV esteve no poder no país, tendo como primeiro-ministro José Maria Neves que, em entrevista recente à Lusa, admitiu igualmente concorrer ao cargo de Presidente da República nas eleições previstas para o próximo ano.

"Eu diria que hoje a possibilidade é muito mais forte de ser candidato a Presidente da República. É uma possibilidade forte, estou a trabalhar para transformar essa possibilidade em certeza e hoje essa possibilidade é muito mais forte do que era antes", afirmou em agosto José Maria Neves.

Às próximas eleições presidenciais de 2021 não concorrerá Jorge Carlos Fonseca, que terminará nessa altura o seu segundo mandato como chefe de Estado de Cabo Verde.

Com Lusa



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Fantonelli Mariah 13-02-2020 12:15
Se ta dêxada procuração pa vota, ami djan baba cartório fazeba dimeu, pa votaba na C.V pa presidenti di C.V.
Afinal, tudu tchifre ku rabu kê podu na década de 90, nu odja mutu más pior na kês ultimos legislatura ki termina.
Responder
-1 # bento M 27-01-2020 05:54
Veiga é bô ki nu cre.
Sa bem ser feito justiça pa ku ez grandi homi ki ganha Presidenciais na 2001, mas ki sistema PAICV furta e poi Pedro Pires presidente.
Responder
-1 # Jim 27-01-2020 05:52
Carlos Veiga nôs Presidente.
Nu teni vontade pa txiga 2021...
Responder
+3 # Enacolgate 25-01-2020 10:17
Mas, primeiro ele tem de explicar aos cabo-verdianos o que aconteceu com os tais dois milhoes e meio de dolares do caso ENACOL
Responder
0 # FIDEL CASTRO 24-01-2020 08:45
Manu Branku is back.hehhe .
Responder
+5 # Casimiro Dias 24-01-2020 06:30
A velha técnica de abandonar as funções políticas para ser candidato a Presidente da República de Cabo Verde.
O mesmo fez em 1999 abandonando, institucionalmente o cargo de Primeiro Ministro para o qual foi eleito para se candidatar a PR!
Que homem com psicoses.
Responder
0 # Kulundjulu575 23-01-2020 22:14
Manu Branku
Responder