Pub

 Ulisses Israel

Agricultura, turismo rural, inovação e startup são as áreas prioritárias da cooperação que Cabo Verde quer desenvolver com o Israel, conforme indicou o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que fala numa cooperação para o desenvolvimento.

O chefe do Governo cabo-verdiano que está desde domingo, 10, em Israel para uma visita oficial de quatro dias manterá hoje, 11, um encontro com seu homólogo israelita, Benjamin Netanyahu, durante o qual manifestará o interesse em reforçar as relações de cooperação nessas áreas.

“As áreas prioritárias são tudo que tem a ver com as áreas rurais. No nosso país temos a necessidade de encontrar soluções tecnológicas e de inovação para uma agricultura que se desenvolve em ambiente de alguma aridez, à semelhança do que existe aqui em Israel”, disse o primeiro-ministro em declarações à equipa da RTC.

Ulisses Correia e Silva declara-se confiante no desenvolvimento de uma cooperação “muito forte” na área da agricultura, sobretudo, a nível da transferência da tecnologia, de formação para técnicos e agricultura.

“Estamos a falar de formação ‘on job’, quer dizer no terreno, quer para técnicos quer para agricultores poderem aprender as novas tecnologias de informação, uma forte aposta em novos métodos de irrigação para ultrapassarmos este problema candente que temos todos os anos quando há falta de chuva. Queremos resolver esse problema em definitivo, criando melhores soluções de acesso à agua para irrigação”, explicou.

Outra área tem a ver com o turismo rural ou turismo de natureza e adaptado às condições de produção agrícola.

Segundo o primeiro-ministro neste particular Israel tem muita experiência, existindo também “toda a abertura” para desenvolver programas conjuntos que possam melhorar a capacidade de intervenção de Cabo Verde.

As startups, pequenas e médias empresas (PME) são outras áreas onde os dois países podem cooperar, partilhando experiências, melhorando as condições cabo-verdianas de desenvolvimento para a criação de um ambiente muito favorável para o desenvolvimento de pequenos negócios.

Ainda hoje a delegação cabo-verdiana vai ter um encontro para a apresentação das oportunidades de investimento em Cabo Verde, tendo em vista a atração de investidores irrealistas para o arquipélago cabo-verdiano em diversos sectores.

O objectivo do Governo é conseguir não só uma aproximação institucional com o Israel, mas também uma aproximação em termos de investidores.

“Portanto casando esses interesses estamos em crer que podemos sair com uma nova etapa nas relações com o Israel” considerou o primeiro-ministro, falando igualmente no reforço das relações diplomáticas e do diálogo político.

Nesta visita, o chefe do Governo está acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, pelo ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, pelo ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, e pelo embaixador de Cabo Verde junto de Israel, Carlos Veiga.

É a primeira vez que uma delegação cabo-verdiana deste nível visita aquele país.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # AFJr 12-03-2019 18:39
"Antes tarde do k nunca". Demoraram tanto!
Responder