Pub
Por: José Dâmaso Martins Furtado

75285805 420023652041204 6346751264394575872 n

A propósito de um artigo de opinião publicado no jornal online Santiago Magazine e assinado pelo engenheiro Filomeno Rodrigues, e em virtude das diversas reacções que o texto provocou nas pessoas e, particularmente, em mim por causa do efeito surpresa, sinto-me na obrigação moral de tecer alguns ponderados comentários que espero esclarecedores para a opinião pública.

Antes de mais, quero agradecer ao articulista pela confiança em mim depositada e a todas as pessoas que reagiram positivamente ao artigo, me parabenizando e incitando a assumir o desafio lançado pelo engenheiro Filomeno Rodrigues para que o MpD veja em mim a melhor escolha para encabeçar a lista do partido às autárquicas de 2020 em São Domingos.

Conheço o engenheiro Rodrigues e, não raras vezes, temos vindo informalmente a tertuliar, juntamente com outras pessoas que pensam o concelho, sobre como desenvolver São Domingos e de que forma os quadros e forças vivas locais devem contribuir para atrelar o desejado crescimento deste município. Acontece sempre que nos encontramos no centro da cidade.

Porém, confesso que o seu artigo me apanhou desprevenido e com outras ideias na cabeça - de momento estou focado no meu trabalho como assessor jurídico do Ministro da Defesa. E, conhecendo o cenário político que se vive em São Domingos, com o surgimento de diversos pré-candidatos da esfera do MpD para liderar a equipa camarária, não seria então sensato da minha parte 'afrontar' ainda mais o meu partido com uma eventual disponibilidade minha para encabeçar a lista partidária nas autárquicas de 2020 neste concelho. Quedei-me no silêncio.

Eu sou militante do MpD há mais de vinte anos e estou na política por convicção. Nunca forcei nada, nem tão pouco ganhei cargos por causa do meu cartão de militante, mas sim pelo trabalho abnegado a que me propus em ajudar para o bem-estar da população, de resto, como fiz durante os anos em que estive em Portugal, na Câmara Municipal de Oeiras. Isto porque acredito que a política é inerente à convivência em comunidade. Todos nós, queira ou não queira, somos "seres políticos".

Com esses pressupostos, e com base nas muitas mensagens positivas que me chegam de todos os lados sobre esse artigo publicado no online Santiago Magazine a sugerir ao MpD que me inclua no rol de potenciais candidatos à Câmara Municipal de São Domingos pelas suas listas e que posteriormente serão avaliados pela direcção do partido através de sondagens (que já decorre, segundo consta) ou eleição directa, digo o seguinte:

Ponderados todos os cenários e com o ego suportado por uma onda de apoio que me fugia ao conhecimento, admito que aceitaria sem titubeio encabeçar a lista do MpD à Câmara Municipal de São Domingos para as próximas eleições. Esta minha pre-disponibilidade, é jus sublinhá-lo, só acontecerá no quadro do partido, o MpD, isto é, desde que o MpD a veja como potencialmente capaz de garantir a vitória nas eleições autárquicas em São Domingos. Nenhum outro cenário se me afigura como alternativo no presente.

Creio que, pela minha experiência acumulada sobretudo no domínio autárquico, jurídico e administrativo em Portugal, a minha integridade e visão progressista que possuo de São Domingos, posso ser útil ao partido no processo de desenvolvimento deste concelho. Acrescento ainda um elemento importante: ao contrário dos muitos comentários que li no artigo do engenheiro Filomeno Rodrigues, é precisamente pelo facto de ter vivido muitos anos em Portugal, mas sempre ao serviço do MpD, que neste meu terrão envergo uma imagem imaculada, distante de quezílias politico-partidárias, razão pela qual humildemente poderei agregar apoios de simpatizantes das duas principais forças políticas, no caso MpD e PAICV.

O artigo do engenheiro Filomeno, que é próximo do PAICV, evidencia essa ideia e, por conseguinte, injecta mais força junto de elementos do MpD que também já me tinham despertado para concorrer. Mas, repito, tudo depende do partido. Não estou aqui para forçar a minha eventual candidatura, nem abrir caminho para criar crispação no seio do MpD e, sim mostrar ao meu partido que, com humildade, respeito e sentido de responsabilidade, não virarei as costas ao município de São Domingos se para o efeito for chamado a dar o meu contributo. Ao fim e ao cabo é São Domingos que interessa e é por São Domingos que trabalharei, se as condições políticas forem garantidas para empreender uma candidatura.

Certamente, eu sei das dificuldades e impactos dessa decisão. Mas o facto é que, embora uma andorinha não faça uma revoada, a revoada começa com a decisão de uma andorinha em descolar para voar. As outras, uma a uma, seguem, e a revoada começa. Nunca acontece de todas elas, simultaneamente, exactamente no mesmo instante, tomarem a decisão de descolar. É preciso que uma andorinha inicie o processo.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Renato Frederico 15-11-2019 16:42
Presumo que o Engenheiro Filomeno Rodrigues por quem tenho amizade e estima não precisa de fretes para promover um candidato a candidato.
O candidato a candidato, por sinal meu parente e também parente do boss da atual equipa camarária e ainda parente costelas meias com o fiscal do atual boss, portanto “ambos todos” somos parentes, dizia o candidato a candidato tenta mostrar alguma surpresa e desata logo a confessar que o conteúdo do artigo do Zeca Rodrigues ao jornal vinha sendo cozinhado em lume brando “sem querer afrontar o seu partido” - §4º do seu artigo – mas afrontando o já “frontado” galo do poleiro.
Sua concentração nas ideias enquanto assessor do Ministro da Defesa só pode ser entendida como quem nenhuma ideia tem para a complexidade que é ou será “governar São Domingos” ou o ninho de “sampé” que se tornou essa Câmara! Já agora se pudesse aventar algumas ideias assessórias sobre o caso Monte Txota que manchou grandemente nosso Concelho, entendidos ficaríamos de quanto ocupado está!
O seu estatuto de militante na diás[censurado] por mais de 20 anos – com experiência jurídica e autárquica numa câmara portuguesa - não irá convencer os munícipes de São Domingos de que tem maior capacidade de que os outros bípedes candidatos, aliás sequer uma geminação promoveu junto da Câmara de Oeiras!
Todos os bípedes que só estão disponíveis com apoio partidário dão mostras de alguma incapacidade pessoal em gerir uma Câmara, mormente a de São Domingos; um conselho: porque não pedir logo o APOIO DO POVO DE SÃO DOMINGOS? Afinal é ele quem escolhe o “desgraçado” para o governar durante 4 anos!
Meu parente Zeka Nhutita escolheu como padrinho outro Zeka a quem manifestei a minha opinião pessoal quanto ao seu artigo do jornal, na minha qualidade de militante de São Domingos, estranhando que ele se tenha enveredado para uma guerra onde difícil ou quase impossivelmente sairá vitorioso, senão “txumuskado”.
Concluindo, meu contributo de ora em diante será o de promover no seio do pacífico e martirizado povo de São Domingos as qualidades do “meu candidato”, e desconstruindo as mensagens e discursos falaciosos de alguns “muitos” que se perfilam para o poleiro.
Responder
0 # Luís Amadeu Fortes 18-11-2019 10:49
Situação de São Domingos pelo que parece é mais complicado do que parece com ondas de disponíveis com o apoio de MpD. Ninguém se disponibilize sem esse apoio. O parente de Renato que esteve em Portugal na Câmara de Oeiras com Isaltino Morais pela função que desempenhou nunca se disponibilizou para arranjar um projecto para ajudar o seu parente Fernando Jorge como o Padre Antônio. Também algumas pessoas já manifestaram a preocupação com essa onda de disponíveis com apoio de MPD. Por exemplo um grupo de ex - dirigentes de camara, responsáveis pela situação por passa esta câmara, está a promover a candidatura de um inesperiente com objectivo de fazer parte da lista caso a direção de partido decidir a favor desse disponível. No entanto diz que o PAICV que está a lançar os candidatos.
Responder
0 # Dispa _ La - Te 11-11-2019 19:57
Si MPD cair em Sao Domingos, muita lixarada sai da gaveta........... sendo assim o povo ira conhecer mixórdia e mais mixórdia guardado la dentro....
Responder
-2 # Rui Neves 08-11-2019 18:29
Uma pergunta. POR QUE que toda gente de MPD quer ser candidatos a Câmara são domingos. Dizem que um grupo quer organizar para apresentar o Chico Xerém como candidato com bandeira de MPD e convencido que terá vitória. Dizem também ki o Jaime e Francisco Rocha também querem disponibilizar se para o MpD. De facto se este homem se emigrou e nem se lembrou do pai e mãe nem na morte agora já se disponibilizou para ajudar as populações de São domingos, imagina os que estão cá vivendo dificuldades com as populacoes!
Responder
0 # António Santos 08-11-2019 18:02
O Dr Jose Furtado (conhecido entre amigos por Zeca) para além de ser um excelente advogado que ajudou muitos cidadãos cabo-verdianos nos demais diversos processos judiciais, bem como na legalização em Portugal, é uma excelente pessoa.
Ele trabalhou na Administracao Publica Portuguesa, nomeadamente, na Direção-Geral de Saude e na Autoridade para as Condições do Trabalho, nessa instituições exerceu funções de consultor juridico a nivel laboral e advogado.
Aliás foi de[censurado]do municipal na Camara Municipal de Oeiras aquando Isaltino Morais foi Presidente daquele Municipio
O Dr. Jose Furtado tem larga experiencia a nivel da Administração Publica e a nivel autarquica.
E mostrou ter capacidade para assumir à presidência da Câmara Municipal de São Domingos e impulsionar o desenvolvimento desse Concelho. O seu dinamismo e otimismo ajudam a superar todos os obstáculos politicos ou outros que vão surgindo.
O Dr Furtado demonstra boa capacidade de gestão camarária bem como o tempo para o cumprimento de prazo e de trabalhar sob pressão, orientação para resultados. Alem disso demonstrando bom conhecimento das legislações administrativas e laborais.
Com a presidência do Dr Furtado na Câmara Municipal de São Domingos, o povo saodominguense só tem a ganhar.
Responder
0 # Observador 08-11-2019 14:26
Caro Z+e Carlos, os jovens devem primeiro trabalhar, conhecer os meandros da administração, ter bagagem e experiência acumulada e só depois pedirem votos para dirigierem uma autarquia ou entrarem para o Governo. Em toda a parte do mundo é assim, em Cabo verde continuamos com esse amadorismo politico que nos tem custado os olhos da cara porque temos politicos impreparados e preocupados mais com o seu enriquecimento. Os jovens, slvo excepcões que já vi, querem mandar sem nunca trabalhar, sem nunca passar pçelos processos todos do conhecimento. Um reformado pode e deve concorrer a cargos politiocos, não pode é ser funcionário de qualquer instituição do Estado. Um presidente de CM ou cvereador é eleito e não funcionário público. Está lá para trabalhar para o seu povo, se não corresponder às expectativas o povo tira e põe outro. O nosso azar é que aqui tudo é entre PAICV e MpD, até racionar.
Responder
-1 # ze carlos 08-11-2019 12:58
Zeca st na troça, reformado ki sta na cabo.verde como assessor de ministro ta roba lugar de jovens, inda cre ser presidente camara. es omi li ninguen ca conxel na zona, nenhun joven ca ta reve nada na el.
Responder
+2 # Observador 08-11-2019 12:43
Parabéns. Artigo sensato e sem euforias, coisa que o MpD não é. Por isso já sabe que dificilmente terá o apoio de Ulisses para São Domingos. Fico contente em ver um pretendente ao cargo a dar a cara, a assumir o partido e a mostrar o que quer. Nenhum dos nomes que já ouvi o fizeram, nem dop Mpd nem do PAICV. Enfim.
Responder
0 # Isa Costa 08-11-2019 12:36
Xinta ketu Zeca pamodi é Isa Costa ki sta ganha. Clemente é pa sai urgente. Si ca Isa PAICV ta toma kel cambra la gó ke gaita ta ten
Responder
+1 # Barci grexa 08-11-2019 12:35
Só troça. homi fla me ca kre forsa decison di partido mas elel ta meti cabesa na meio manente. kkkk Paxenxa nu decidi homi.
Responder
-1 # Flávio Vieira 08-11-2019 12:33
Artigo muito bem escrito e esclarecedor. Pena que não sirva para nada. O MpD vai ter de apostar em Clemente garcia de novo para não complicar a sua vida. Clemente é a solução para acabnar com a guerra dentro do MpD em São Domingos
Responder
+2 # Sãodominguense 08-11-2019 12:30
Si é pa seriedadi keli ta sirbi más ki kes otus ki obi ma cre bai cambra di saodomingos pa mpd. N conxel desdi Portugal, agó n ka sabi si na kel terra li é ta passa. Más na PAICV tb es sta tudu na trossa, ti inda ka sabedu é kenha ke candidato pamodi tudu cre luta pa mesmo tachinhu la. Ah sandomings kem ki dau es castigu?
Responder
+2 # Afonso 08-11-2019 12:25
Esse senhor surge do nada para concorrer a presidente em São Domingos. Não é conhecido em lado nenhum, o k pode ser negativo pra ele conseguir ganhar. Mas, lendo com calma o que escreveu parece ser homem sério e muito melhor que a meia dúzia do MpD que quer tirar Clemente dali. Este tem k sair imediatamente.
Responder