Pub

Dia doador de sangue sala

O director do Banco de Sangue do Hospital Agostinho Neto (HAN) na Praia, Carlos Neves, disse hoje que para garantir o stock de sangue é preciso mil doadores regulares durante o ano.

A informação foi dada à imprensa, à margem do workshop sobre a doação de sangue e transfusão, promovido pelo HAN, enquadrado no Dia Internacional do Doador de Sangue.

Conforme o responsável, o número de doadores anuais “é muito inferior” ao necessário para garantir o stock, tendo em conta que no Banco de Sangue o registo aponta a saída de sangue todos os dias.

Revelou que um doador regular é aquele que, no caso dos homens, doa três a quatro vezes por ano e nas mulheres duas a três vezes, mas que, no entanto, “tem sido difícil cumprir com isso”.

Apontou que o trabalho que está a ser feito para consolidar o armazenamento passa também pela colheita móvel, operação que se efectua nas escolas e nas universidades que o HAN solicita.

Carlos Neves referiu ainda que a informação à volta da doação de sangue é pouca, indicando ser esse o “calcanhar de Aquiles” do hospital no sector.

“A promoção de dados de voluntários doadores de sangue deve ser regular para que as pessoas lembrem que devem doar sangue”, observou.

O Hospital Agostinho Neto está a promover um conjunto de actividades, alusivas ao Dia Internacional do Doador de Sangue, que se assinala a 14 de Junho.

Na agenda consta uma acção de sensibilização nas ruas do Platô e uma cerimónia para homenagear os doadores mais regulares do ano, acto que acontece no dia da comemoração da data.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # C Lopes 13-06-2019 08:55
Hospital da Praia precisa também de pelo menos um médico
Responder