• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

AJOC denuncia ataque à liberdade de imprensa e lança pedido internacional de socorro

A AJOC denunciou hoje, Dia da Liberdade e da Democracia, que a liberdade de imprensa no País está a ser posta em causa e atacada pela justiça, visando limitar a classe e “lança um pedido internacional de socorro”.

José Vicente Lopes apresenta hoje livro que aborda a questão da fome em Cabo Verde

O escritor e jornalista cabo-verdiano José Vicente Lopes apresenta hoje na Cidade da Praia a sua oitava obra no campo da história, intitulada “Cabo Verde – Um corpo que se recusa a morrer – 70 anos de fome, 1949-2019”.

Deputada imputa “erosão” da liberdade de imprensa à “ineficácia das reformas propaladas” pelo Governo

A deputada do PAICV, Carla Lima disse esta segunda-feira, 14, que a “erosão” da liberdade de imprensa em Cabo Verde “é um facto indesmentível” e imputou “essa queda continua” à “ineficácia das reformas” propaladas no último mandato do MpD.

Geremias Furtado é o novo presidente da Associação Sindical dos Jornalistas de Cabo Verde

O jornalista Geremias Furtado foi eleito hoje presidente da Associação Sindical dos Jornalistas de Cabo Verde (AJOC), durante a Assembleia Geral, tendo traçado como um dos grandes desafios a estabilidade financeira da organização.

É o dia da eleição em Cabo Verde, é o dia do “mercado negro” dos votos!

O dia da eleição em Cabo Verde, o dia da compra da soberania popular, a captura de um dos direitos mais sagrados num estado de direito democrático, a livre escolha do cidadão, que diante da pobreza que o aflige, fica refém do dilema, vender o voto e ter um dinheirinho para suprir as necessidades imediatas ou votar livremente e ficar à espera das mudanças do longo prazo! Que dilema, a escolha entre o imediato e o longo prazo, lembrar aqui John Maynard Keynes, que defendia que no longo prazo todos nós estaremos mortos, pelo que a racionalidade das decisões aconselha que é preferível...

Os equívocos do ministro Abraão Vicente**

Como não sou político, ao contrário do Sr. Abraão Vicente, esta será a minha última reacção, enquanto presidente da AJOC, em relação à torrente de ofensas e acusações gratuitas com que teima em brindar-me. Serei breve, uma vez que a direcção do Sindicato dos Jornalistas irá, a seu tempo, posicionar-se perante essa tentativa do ministro de condicionar o exercício da liberdade sindical, uma garantia com respaldo constitucional, regulamentada no Código Laboral, e que consta também da Convenção 87 da OIT ratificada por Cabo Verde.

A insustentável ligeireza do Ministro**

Confesso que ouvi há dias, com um misto de perplexidade e preocupação, as declarações do Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, tutela da Comunicação Social, em reacção à minha opinião, enquanto presidente da AJOC, expressa neste mesmo local.