• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

O que eles pensam de nós. "Um país corrupto e um narco-estado" (video)

Um video que está a passar pela imprensa internacional mostra como o nosso país tendo sido visto por "eles", os estrangeiros. Os comentários, todos em inglês, arrasam Cabo Verde e os governantes, a ponto de afirmarem que o arquipélago é referência no mundo a nível do narcotráfico e uma nação a braços com diversos casos de corrupção envolvendo dirigentes políticos e empresários próximos ao sistema.

Amadeu Oliveira em prisão preventiva

O Tribunal de Relação de Barlavento aplicou prisão preventiva ao advogado e deputado Amadeu Oliveira, que passa a aguardar o julgamento na Cadeia Civil de Ribeirinha, na cidade do Mindelo.

Praia. Nove supostos traficantes detidos na “Operação Danone”  

A Polícia Judiciária deteve, esta terça-feira, 20, fora de flagrante delito, nas localidades de Fazenda, Achadinha e Palmarejo, na Praia, no âmbito de uma operação designada de “Operação Danone”, nove indivíduos suspeitos da prática de crimes de Tráfico de Estupefacientes, Associação Criminosa e Lavagem de Capitais. 

Amadeu Oliveira começou a ser ouvido no Tribunal da Relação desde as 15 horas

 O advogado e deputado Amadeu Oliveira começou a ser ouvido depois das 15 horas no Tribunal da Relação de Barlavento, em São Vicente, onde foi entregue hoje a tarde pela Polícia Nacional.

Movimento Sokols2017 contesta no tribunal detenção de deputado e advogado Amadeu Oliveira

Elementos do movimento cívico Sokols 2017 manifestaram-se hoje junto ao Tribunal da Relação do Barlavento, em São Vicente, contra a detenção do deputado e advogado Amadeu Oliveira, crítico do sistema de justiça do arquipélago.

Audiência de Amadeu Oliveira suspensa

A audiência do advogado e deputado Amadeu Oliveira no Tribunal da Relação do Barlavento foi suspensa após quatro horas pelo que ele continua sob custódia da Polícia Nacional, adiantou o comandante da corporação. 

Tribunal da Boa Vista condena homicida de Gabriela Évora a 23 anos e dez meses de prisão

O Tribunal da Comarca da Boa Vista condenou hoje Jorge Adalberto Tavares a 23 anos e dez meses de prisão pelo homicídio de Gabriela Évora, crime ocorrido em Outubro de 2020, na localidade de Rabil.