• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

José Luiz Tavares satiriza sociedade cabo-verdiana em novo livro

Obra em crioulo satiriza a sociedade em Cabo Verde, com personagens inspiradas em figuras conhecidas do país. Segundo o autor, "pode ser um romance em verso, um panfleto político ou uma meditação filosófica".

Escritor Mário Lúcio Sousa sentiu Amílcar Cabral presente enquanto escrevia o livro sobre a sua vida

Mário Lúcio Sousa ofereceu o primeiro exemplar de “A última lua de homem grande” a Amílcar Cabral, o homem que mudou a sua vida e cuja presença sentiu enquanto escrevia a história do “pai” da independência guineense e cabo-verdiana.

Multilinguismo como factor de Globalizaçao das línguas para Cabo Verde na CEDEAO

Cabo Verde viveu cinco séculos de colonização com a condição de povo da periferia ocidental com herança e cultura africana mais que evidente e esta condição, dotou-nos de uma forma particular de pensar e viver a nossa própria capacidade de sobrevivência (verificou-se e provou-se, que estávamos abandonados á nossa própria força cultural e inteligência humana) conseguindo movermos-mos dentro da lógica convencional, de criarmos como povo e nação, um importante reservatório de intuição e imaginação com o qual impregnamos o nosso existencialismo como país nação uno e...

Filme “O Poeta da ilha” retratando a luta pela independência deverá ter estreia em Março - Realizador

O filme “O Poeta da ilha”, que conta a história da luta pela independência na clandestinidade e cujas filmagens aconteceram em São Vicente, Santo Antão e Portugal, deverá começar a ser exibido em Março próximo.

Manifesto a CRIOULIZAÇÃO de Mário Lúcio. “UMA POÉTICA DE PARTILHA PARA MULTIPLICAR"  

Pa nu tenta razumi pensamentu di Mário Lúcio, na es matéria, nu ta fla ma, na si interpretação, paradoksalmenti atual, reivindikativu y futurista, KRIOLU Y KRIOLIZASON é “mi, bo, el y nos” karapatidu y mantxuadu, un na otu; é más síntizi ki asosiason di elementus; é más arkipélagu-mundu ki un kontinenti izoladu, di pórtas fitxadu y trankadu; é más “relason ki aliansa”; é más “atitudi mental” ki lugar y kontestu di formason jeográfiku-tiritorial; é más rizóma ki raís. Es tudu dos é un patrimóniu “in fieri”, ki permanentimenti ta ba ta fundi y ta...

Comentários e subsídios para os actuais debates e polémicas sobre a situação linguística em Cabo Verde - O meu contributo pessoal. PARTE V

Contrariamente ao propalado pelos antigos e pelos novos detractores do crioulo e, em especial, do ALUPEC, este tem-se demonstrado como o mais funcional, económico, coerente e de mais fácil aprendizagem de todos os alfabetos até agora utilizados na escrita do crioulo, sendo ademais o único com capacidade de respeitar e reproduzir completa e totalmente na escrita a integridade, a autenticidade e a (in)completude fonético-fonológica de todas e quaisquer variantes insulares, regionais, sociolectais, dialectais e, até, ideolectais da nossa língua materna de identidade nacional,...

Comentários e subsídios para os actuais debates e polémicas sobre a situação linguística em Cabo Verde - O meu contributo pessoal. PARTE IV

Infelizmente, ainda nada se sabe do destino reservado ao muito elogiado e louvado projecto de ensino bilingue para os primeiros anos de escolaridade dinamizado com grande sucesso pela professora Ana Josefa Cardoso no Vale da Amoreira, na Margem Sul da Zona da Grande Lisboa, bem como depois a título experimental, e sempre com grande sucesso, nos concelhos de São Miguel e da Praia, na ilha de Santiago, e no concelho-ilha de São Vicente, tendo o mesmo projecto de ensino bilingue sido ostracizado e depois banido, há já algum tempo, pela antiga "ministra cubana da educação caboverdiana", a...