• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Música: Tcheka lança em Dezembro “Espera Mundo” para o despertar da esperança

O músico santiaguense Manuel  Lopes Andrade, conhecido no mundo artístico por “Tcheka” vai lançar, em Dezembro, o seu sexto álbum musical denominado “Espera Mundo”, informou o artista.

Investigador destaca “papel crucial” da obra “A Imprensa Cabo-verdiana - 1820-1975” na compreensão da história de Cabo Verde

O investigador Augusto Nascimento destacou, em Lisboa, o “papel crucial” da obra “A Imprensa Cabo-verdiana - 1820-1975” no entendimento da história de Cabo Verde, por analisar minuciosamente o papel da imprensa na formação da identidade nacional.

Lutar pela condição militar é lembrar o passdo glorioso das nossas Forças Armadas

Sabemos que há muitos preconceitos por ultrapassar” e que esquecimento do glorioso papel das nossas forças armadas na nossa independência e na defesa dos valores democráticos (esquecidos pelo executivo do MpD) não ajuda à democracia, porque a História não se apaga. É regressando à História, não endémica e nostalgicamente, que aprendemos a evitar erros futuros.

Reportagem. Do lixo à arte, com mulheres 'ecologistas' do Maio

Elas são mulheres adultas, chefes de família, da ilha do Maio. Viraram ferrenhas defensoras do ambiente, recolhendo as escórias nas ruas e nas praias para metamorfoseá-las em peças únicas de arte. Conheça os desafios socioeconómicos, o activismo na preservação da identidade cultural cabo-verdiana, e, ainda força do “SprituDjuntaMó”, do grupo ‘Bem di Djarmai’, da ilha do Maio, liderado pela espanhola Patricia Hernandez, que se dedica à reciclagem de lixo como forma de arte e de auto-rendimento. 

A omissão: subtileza ou conveniência

A omissão é o conhecimento de algo, que perante uma situação crucial, assumimos uma postura covarde, conveniente, usando de alguma subtileza. Ela vem quase sempre acompanhada de astúcia e premeditação. É ficar "em cima do muro" quando deveríamos falar a verdade dos fatos. Quando alguém omite, estrangula o processo da verdade e neutraliza os resultados.

Professor, Educação, 23 de Abril e o País

No nosso sistema educativo, de um modo geral, os alunos passam 12 a 15 anos para concluírem o ensino secundário, num modelo de prática pedagógica tecnicista, onde são obrigados a memorizar os conhecimentos, limitando-se, praticamente, a ouvir a aula do Professor; falam pouco e não aprendem a fazer quase nada. Porém, alguns responsáveis políticos esperam que sejam empreendedores, criativos e inovadores. Razão para se perguntar: Como assim? O que pode fazer a diferença em tudo isso? Uma nova Política Educacional e, sobretudo, a valorização do Professor, num quadro de uma nova...

O meu irmão Frederico Hopffer Almada/Nhonhô Hopffer (II parte)

*Nota do autor: o presente texto foi escrito a pedido do primo Doutor Mário Lima, também um Furtado, e serviu de base para a elaboração de um belo e muito pertinente Resumo Executivo pelo neto da tia Candinha (de seu nome próprio Paula Tavares Furtado), nosso primo e muito amigo do nosso saudoso irmão Nhonhô, o Doutor Engenheiro Inácio Pereira, que o leu como conferência de evocação e de exaltação biográficas de Frederico Hopffer Cordeiro Almada/Nhonhô Hopffer por ocasião da homenagem que lhe foi prestada no Encontro da Família Furtado, realizado no passado dia 6 de Abril na...