• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Ingratidão dói

Será que sou o único sanvicentino inimigo da sua ilha estimada? Ou sou o único mindelense que vê com bons olhos o desenvolvimento da ilha do Monte Cara?

Salvador Mascarenhas. A proposta de regionalização administrativa é um verdadeiro embuste

A Sokols 2017 é e vai ser sempre uma espécie de “watch dogs” da acção governativa, assegura Salvador Mascarenhas, porta-voz da associação, que, em entrevista ao Santiago Magazine, enaltece a participação dos sanvicentinos na manifestação de 5 de Julho último ao mesmo tempo que acusa, mais uma vez, o actual e os anteriores governos de um excessivo centralismo, que, aos poucos, está a “matar” S. Vicente e demais ilhas do país.

JHA. 5 de Julho é a data maior da história de Cabo Verde

A líder do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Janira Hopffer Almada, considera que 05 de Julho é “data maior” da história de Cabo Verde e que nenhuma data se compara à da independência nacional.

Brava. Delegado do MAA condenado a 140 dias de multas no valor de 200 escudos vai recorrer da sentença

O delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) na Brava prometeu recorrer da decisão judicial, que o condenou segunda-feira, a 140 dias de multas no valor de 200 escudos.

Uma peça destinada à juventude cabo-verdiana interessada na história do país

O primeiro consulado dos EUA na África Subsaariana foi estabelecido em Cabo Verde em 1818, na ilha da Brava. Entretanto, como é de se entender, os Estados Unidos só vieram a estabelecer relações diplomáticas com o nosso país a partir de 1975. Nessa altura, Cabo Verde e a Guiné-Bissau - 900 quilômetros a sudeste de Cabo Verde, na costa oeste da África - eram ambas colónias portuguesas que faziam campanha pela independência com um plano de unificação, o que veio a ser violado, em 1980, pelo ex-ditador e política golpista, Nuno Vieira. Como acontecia na Guiné, Cabo Verde...

JPAI e JpD em pé de guerra. Em causa um post da JpD que associa a JPAI ao Santiago Magazine

Para a Juventude do PAICV, a Juventude do MpD tem estado "recorrentemente a por em causa a sua imagem e bom nome", e divulgou uma nota de imprensa para chamar a atenção dessa agremiação juvenil, no sentido de parar com esta prática.

Profanações. Grupo de São Domingos volta à carga e exige justiça no caso

Na sequência da aprovação pelo Governo, em Conselho de Ministros, do diploma que atribui uma pensão às vítimas da tortura e maus tratos do partido único em S. Vicente e Santo Antão em 1975 e 1977, o denominado "Grupo de São Domingos" no caso das profanações chamou a imprensa para voltar a exigir justiça pela forma "abusiva, arbitrária e ilegal" como foram acusados, detidos e torturados na década de 1990 por suspeitas de serem os profanadores de santos e de templos católicos.