• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Estórias e comportamentos dos bichos. Capítulo sexto - ORIGEM DO NOME CAMALEÃO (Segunda parte)

O chauvinismo, o despotismo, a tirania e o desprezo pelos tidos como os mais fracos, começaram a imperar a partir da forçosa permuta de badanas auditivas entre Vicente e o Cavalo Trump Leão, tiranicamente perpetrada pelo rei da selva. Instalaram-se a corrupção, a injustiça, as arbitrariedades, a perseguição e prisão aos adversários, apartidários e desfavorecidos do sistema. A regra da desproporcionalidade, da irresponsabilidade e da loucura se institucionalizou. O respeito ou a consideração; a decência ou a compostura; a vergonha ou o pudor; os bons hábitos, costumes ou...

Após críticas de inacção, Paulo Monteiro responde que IGAE tem sido “rigorosa e actuante”

O inspector-geral  das Actividades Económicas, Paulo Monteiro, disse hoje à Inforpress que a instituição que dirige tem sido  “rigorosa e actuante” em todo o território nacional. Uma reacção a críticas surgidas nas redes sociais de que a IGAE, depois da saída de Elisângelo Monteiro, deixou de actuar, dando como exemplo a falta de coimas, suspensões ou encerramento de actividades comerciais em irregularidade como vinha sucedendo com frequência.

Fundo do Ambiente e o princípio do fim do governo Rabentola

A Procuradoria Geral da República (PGR) decidiu pelo arquivamento do processo “Fundo do Ambiente”. A montanha, parafraseando o vulgo, pariu um rato. Um ratinho! E com este parto, o MpD viu afundar-se a sua única tábua de salvação, a última arma que ainda lhe restava para se defender dos ataques do PAICV face aos sucessivos e escandalosos sinais de corrupção desses seus quase 5 anos de mandato.

Processo "Fundo do Ambiente" arquivado

A Procuradoria Geral da Repúplica decidiu arquivar o polémico processo relacionado com a gestão do Fundo do Ambiente, por "insuficiência de provas".

A imortalidade em tempos de pandemia. Apontamentos avulsos de um confinado por mor da vigente situação de calamidade pública sanitária - VII

SÉTIMAS E PRÉ-DERRADEIRAS ANOTAÇÕES SOBRE A DIFERENCIADA POSTURA LINGUÍSTICA E IDIOMÁTICA DE UM CERTO, DETERMINADO E POTENTE TRIUNVIRATO POLÍTICO PÓS-COLONIAL E DA COGITADA HIPÓTESE DE O PRÉMIO CAMÕES 2018, O CABOVERDIANO GERMANO ALMEIDA, SE TORNAR FINALMENTE UM ESCRITOR BILINGUE, EM LÍNGUA PORTUGUESA E EM IDIOMA CABOVERDIANO, ENTREMEADAS DE ALGUNS DECISIVOS MONÓLOGOS INTERIORES E DE ESPORÁDICOS E TALVEZ (IN)CONVENIENTES, MAS MUITO CONVINCENTES EXCURSOS À ESQUECIDA, IGNORADA E MUITO MAL-CONTADA HISTÓRIA DAS NOSSAS ILHAS SAHELIANAS OUTRORA ISOLADAS, ESQUECIDAS E ABANDONADAS NO...

Ainda sobre NhaBex. O mentiroso e o coxo

No Estado não pode haver bodes expiatórios. A lei deve estar sempre acima de quaisquer arranjos circunstanciais ou conveniências particulares. É o velho princípio da universalidade das leis. 

Os pupilos do Estado. Ou será o Estado dos pupilos?...

Este é o país da minha “vez”. Ou para ser mais tradicionalista - keli e terra di Nha Bez. Porque, agora sou eu. Gosi e mi.