• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Parlamento confirma tomada de posse de JMN no dia 9 de Novembro

A Assembleia Nacional confirmou o dia 9 de Novembro a data da tomada de posse do novo Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, eleito nas eleições de 17 de Outubro.

Novo Presidente da República promete “estabilidade institucional e política

O Presidente eleito de Cabo Verde, José Maria Neves, assume funções no início de novembro e prometeu hoje “estabilidade institucional e política”, afirmando que a reconstrução no pós-pandemia e a mitigação de novo mau ano agrícola são prioridades.

Presidenciais. Observadores da UA pedem alteração da Lei para impedir uso de recursos públicos nas campanhas eleitorais

Missão de observadores da União Africana (UA) às eleições presidenciais de 17 de Outubro em Cabo Verde tomou nota de denúncias de várias candidaturas sobre o uso de bens públicos a favor da candidatura apoiada pelo partido que sustenta o Governo, "criando um clima de jogo desigual", pelo que recomendou a alteração da lei para restringir o uso de bens e meios públicos para fins de campanha eleitoral.

CNE volta atrás na decisão de mandar retirar outdoor de Kalu na Cidade da Praia

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) deliberou na quarta-feira suspender a execução da deliberação que manda notificar a candidatura presidencial de Carlos Veiga para remover voluntariamente um material de propaganda gráfica colocado na rotunda de Sucupira, na Avenida Cidade de Lisboa, num prazo não superior a 12 horas, até “ao cabal esclarecimento da Câmara Municipal da Praia sobre o ocorrido”.

CNE manda retirar outdoor de Kalu afixado de forma ilegal na Cidade da Praia  

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) deliberou esta quarta-feira notificar a candidatura presidencial de Carlos Veiga para remover voluntariamente um material de propaganda gráfica colocado na rotunda de Sucupira, na Avenida Cidade de Lisboa, num prazo não superior a 12 horas.

Complot Veiga e a tal compra de voto

As bolsas de pobreza, agora alargadas pela severa crise, pela subida dos preços de consumo e pela política de austeridade, com o anunciado apertar os cintos por parte do Primeiro Ministro, José Ulisses Correia e Silva, tornam as populações mais vulneráveis não só às verguinhas e ao cimento, mas ao aliciamento eleitoral, em favor do candidato Carlos Veiga que já deu garantias ao Executivo de poder vir a ser o presidente cúmplice das medidas estruturais que já assomam na próxima esquina.

Neves nega advertência da CNE e afirma se tratar de um ato de desespero de um certo candidato

A candidatura de José Maria Neves negou hoje que tenha recebido advertência da CNE, mas sim uma recomendação sobre alegado incentivo para os eleitores aceitarem dinheiro de compra de votos, motivo de queixa de Carlos Veiga. Para Neves, um certo candidato tem recorrido sistematicamente a atos de desespero, por sentir a dinâmica da sua vitória.