• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Autárquicas’2024: Maria Teresa quer impulsionar o desenvolvimento económico e social da Ribeira Grande

A candidata do PAICV à presidência da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Santo Antão, nas eleições autárquicas deste ano, Maria Teresa, afirmou hoje que quer impulsionar o desenvolvimento económico e social do concelho, numa prespectiva de governação diferente. 

Bastonário diz que falta de enfermeiros e sobrecarga reflecte na condição física e psicológica dos profissionais

O bastonário da Ordem dos Enfermeiros, Aniceto Santos, considerou hoje que a falta de enfermeiros e a carga horária são desafios que têm reflectido na condição física e psicológica dos profissionais de Saúde.

Amílcar Cabral era temido pela PIDE que o perseguiu desde estudante em Lisboa - Silvestre Lacerda

O diretor da Torre do Tombo considerou que a PIDE temia Amílcar Cabral e as suas relações internacionais, tendo começado a persegui-lo quando ainda estudava em Lisboa e depois como um “dirigente terrorista” que afrontava Salazar.

A Cidade da Praia nasceu a partir de um poço no Taiti

No dia em que a cidade da Praia celebra 166 anos (29 de Abril de 1858), Santiago Magazine publica uma grande entrevista com o historiador António Correia e Silva. Origem, crescimento, demografia, cultura e sociologia da maior urbe do país, erguida sobre pântanos, driblando crises sanitárias e sobrevivendo a revoltas até se impor como uma cidade rica e próspera. "Até chegar a capital, a Praia teve de fazer uma viagem histórica longa, cheia de avanços e recuos".

Cidade da Praia/166 anos: Uma jornada de evolução e de desafios cosmopolitas para os praienses

A cidade da Praia, capital de Cabo Verde, completa hoje 166 anos de história, desde que a Vila da Praia de Santa Maria da Vitória, fundada em 1858,  foi elevada à categoria de cidade.

Cabo Verde junta chefes de Estado para celebrar 50 anos da libertação do Tarrafal

Cabo Verde acolhe na quarta-feira, 01 de maio, a celebração dos 50 anos de libertação dos presos políticos do campo de concentração do Tarrafal, símbolo da opressão e violência da ditadura colonial portuguesa.

Reportagem. Do lixo à arte, com mulheres 'ecologistas' do Maio

Elas são mulheres adultas, chefes de família, da ilha do Maio. Viraram ferrenhas defensoras do ambiente, recolhendo as escórias nas ruas e nas praias para metamorfoseá-las em peças únicas de arte. Conheça os desafios socioeconómicos, o activismo na preservação da identidade cultural cabo-verdiana, e, ainda força do “SprituDjuntaMó”, do grupo ‘Bem di Djarmai’, da ilha do Maio, liderado pela espanhola Patricia Hernandez, que se dedica à reciclagem de lixo como forma de arte e de auto-rendimento.